QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

AUTORIDADE POLICIAL DEVE SER MAIS ATENTA NO QUE APURA


           Quanto se está tratando da liberdade e da vida humana, a autoridade policial deve ser ciosa, minuciosa, detalhista e trabalhar com isenção de ânimo, para que o seu trabalho investigativo não venha a cair no descrédito e  no vazio e não se torne desacreditado pela população e pelos que fazem a administração da Justiça, a exemplo de Juízes e Advogados, sobretudo os Advogados, que são os que mais lutam pela liberdade e as injustiças que diuturnamente são cometidas. Estou falando de Advogado com A maiúsculo!. Uma investigação mal feita ou sem a precisão que se espera, termina por prejudicar a vida de pessoas, em face de uma irresponsabilidade imperdoável que pode prejudicar para sempre a vida de um ser humano. Não é pelo fato de alguém dizer que fuluno, beltrano ou cicrano cometeu crime contra a honra de certas e determinadas pessoas, que se deve de logo acreditar e elaborar um Inquérito Policial feito nas coxas e de logo, representar em Juízo pela prisão do acusado, sem sequer saber se o indivíduo é realmente o autor do crime ou se realmente o crime de fato existiu. Não é por aí que se dá segurança à população, se aplica a lei e se faz a verdadeira Justiça. Existem casos que para ser provado de fato, se fazem necessários muitos requisitos, a exemplo de ouvida de testemunhas, não só as de acusação, apesar de ser o inquérito policial uma peça inquisitorial, mesmo assim, por medida de precaução e para não se condenar um inocente por antecipação, seria de bom alvitre a autoridade policial ser mais cautelosa para não causar danos irreparáveis a qualquer ser humano para sempre, além de outros elementos cognitivos da prática delitica, como laudos periciais, reconstituição do delito, acareação, reouvida de testemunhas, entre outros meios, que não os da violência. Já pensou um indivíduo acusado de estupro e, após preso e lá no presídio seviciado e molestado pelos outros presos, como será a vida dessa pessoa após passar por uma situação vexatória dessa natureza?. Por isso mesmo é que acho que as autoridades de plantão devem ser mais responsáveis no que fazem e não parir pelos ouvidos ou fazer os seus inquéritos policiais pelos cotovelos. Isso também vale para as autoridades que vão fiscalizar a lei e para àquelas que vão julgar, porque tem muita coisa errada rolando por aí afora nesse mundo policial e judicial. Está mais do que na hora de se agir com seriedade séria e não arremedo ou se fazer pensar que se está trabalhando com seriedade!

Nenhum comentário: