QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

quarta-feira, 23 de junho de 2010


COMENTÁRIOS DO COTIDIANO

COPA DO MUNDO - Como   já fiz questão de frisar, futebol nunca foi muito a minha praia. Não sou fanático. Mesmo assim, acho que os jogos da Copa do Mundo na Áfria do Sul, estão sendo de uma chatice fora do comum. Não existe mais um futebol arte e criativo doutros idos, dos grande ídolos do futebol que marcaram época, a exemplo de Garrincha, Pelé, que são os que mais me vem à mente. Seleções de determinados países tidos como favoritos, estão cabisbaixos voltando para casa mais cedo do que se pensava e, os tidos como fraquinhos e sem chances, estão demonstrando uma bravura de Davi frente aos gigantes Golias, ou não camaradas aficcionados de futebol?

SÃO JOÃO - Como não poderia deixar de comentar, hoje é véspera do tão festejado Sâo João, mas no frigir dos ovos, o que interessa para o "povão" é mesmo a farra sem limites, menos a liturgia religiosa de devoção ao Santo. Na verdade a cada ano que se passa, os gastos se avolumam, passando a ser vergonhosos,  escorchantes e, às vezes até, desnecessários para se promover uma festa que na maioria dos lugares foge do verdadeiro sentido de reverência ao santo batizador e o que se quer mesmo é muita farra, diversão e exageros no cardápio e na bebida. As festas são grandiosas e em cada localidade que acontece, e aqui no Nordeste com especialidade, que é a região principal dessa modalidade de festejos, ficam as disputas sobre quem é a capital do forró do mundo entre Caruaru-PE, Campina Grande-PB e Aracaju-SE. Na verdade em todos esses locais se realizam monumentais festas e rios de dinheiro são gastos com megalômanas atrações artísticas que se apresentam à peso de ouro, afora as maracutais que são feitas com o dinheiro público que é destinado para o incentivo turísticos de tais eventos.

SÃO JOÃO DE ARCOVERDE - Em termos de atrações, minha gente, o São João de Arcoverde, aqui na Porteira do Sertão, esse tipo de evento nada deixa a desejar e outros grandes centros de festejos juninos. Ultimamente as festas juninas arcoverdenses estão mesmo cada vez mais  potentes, com muito gasto de dinheiro público e com grandes atrações. Este ano mesmo teve até a presença de Gilberto Gil, ex-Ministro da Cultura do Governo Lula, o que pode se dizer que Arcoverde está em pé de igualdade para concorrer como um dos melhores "São Joões" com as demais localidades que querem ter o "Melhor São João do Mundo".

ENQUANTO SE ESBANJA DINHEIRO PÚBLICO -  Na medida em que se esbanja tanto dinheiro público em farras, muitos setores, a exemplo de educação, saúde, saneamento básico, construção de casas populares para os sem-tetos, vão se colocando em segundo plano e, o povo, embevecido pelos "festejos" que busca aliviar, anestesiar a sua dor, ficando sempre a ver navios num plano secundário, afinal dinheiro para farras nunca falta,  mas para melhorar a saúde pública, a educação, só para citar, falta dinheiro, o que é uma imoralidade e uma tremenda contradição. Não que seja contra os festejos, mas se pode muito bem, se utilizando da moralidade para com o dinheiro público e se voltando em parte, para o eixo dos festejos populares no verdadeiro sentido de resgatar tradições e valores, se pode muito bem fazer da mesma forma uma grandiosa festa junina com o sabor de amor, de ternura e de devoção. Hoje não existe tais sentimentos, a não ser o de farrar até não se aguentar mais e se esbaldar à vontade.

SÃO JOÃO DE BUÍQUE - Há muito Buíque perdeu a sua tradição de muitas festas populares, que eram realizadas com base na cultura popular local, mesmo assim, eram lembradas por algumas autoridades de plantão que passaram pelo poder de mando há mais de vinte anos. Outras que vieram depois, trataram de destruir parte de nossas tradições e de nossa história. Hoje se busca resgatar algumas tradições de festejos e cultura populares, mas ainda se busca focar numa festa junina com uma atração megalomaníaca no São Pedro, o que se bem pensado, poderia se promover festejos juninos em torno de uns dez dias, com atrações populares desde o São João ou um pouco antes e, no São Pedro, o fecho com uma boa atração ligada ao verdadeiro forró  nordestino. Hoje Buíque promove um grande carnaval, mas sem o brilho dos carnavais do passado que primava em valorar a cultura popular local. No atual carnaval, o formato é repetitivamente o mesmo de sempre, com atrações de bandas de forró, de axé da Bahia, da "orquestrinha de sopro" de Buíque e só. Música, cachaça e gente molhada naquele local que o governo anterior construiu e denominou de "Praça de Eventos", tendo destruído para tanto, a tradicional Praça de São Sebastião, fato que na época não foi do agrado de uma parcela da população buiquense.

NOSSO CLUBE - Claro que estamos em época de inverno, mesmo assim, não devemos esquecer, caro camarada Jonas Neto, de recuperar o Clube Municipal e àquela importante área de lazer, que o ex-prefeito deixou praticamente acabada, ao contruir o "Calçadão de Eventos" destruindo uma importante praça de Buíque. O Clube Municipal, que é um patrimônio do povo de Buíque, não pode ficar de fora dos bens públicos que necessitam urgentemente serem recuperados, afinal de contas, trata-se de uma importante área de lazer para o nosso povo e o importante, é que é de graça, só devendo, por questão de segurança e de saúde pública, se tomar algumas medidas preventivas para o seu regular uso e isso o Município no seu poder de polícia pode muito bem fazer. Minha intenção não é de crítica, mas de uma observação de quem é governo, ajudou a alegê-lo e quer simplesmente ajudar, nada mais que isto, certo camaradas!

CRATERAS NAS CIDADES - Em face do inverno e das chuvas continuadas que frequentemente vêm caindo em Buíque e região, as cidades, a exemplo da nossa, e de Arcoverde, estão sendo invadidas pela erosão das chuvas, por grandes buracos e crateras, que colocam em risco de sofrer acidentes transeuntes e motoristas com os seus veículos. É importante, enquanto não se puder tomar algumas medidas de caráteres reparatórios, que pelo menos se sinalizem os buracos e crateras, para que populares e motoristas não venham a sofrer algum tipo de dano.

SOFRIMENTO DAS CHUVAS - Pernambuco e Alagoas, estão sendo drasticamente prejudicados em algumas localidades pelas fortes e continuadas chuvas que vêm caindo, inclusive com a destruição de residências provocando mortes e colocando ao relento, no desabrigo uma quantidade de pessoas e trazendo com isso, enormes prejuízos e dor à essas populações, que estão padecendo por perderem vidas de suas famílias e bens materiais. Quanto às vidas, não mais se recuperam, não voltam jamais, agora na questão material, enquanto houver vida, tudo pode vir a ser colocar no seu devido lugar e voltar à normalidade. Daqui levo minha solidariedade a quem está passando por tais sofrimentos.


CANDIDATOS DA REGIÃO A DEPUTADOS - Sei não, mas poder é poder, bastando para tanto, saber usar o caminho das pedras sem ser atropelado, para que, no meio do caminho não venha a sofrer avarias e tudo pode acontecer. Tenho por repetidas vezes observado neste meu Blog, que a transferência de votos não é coisa lá muito fácil, agora, como no roçado da política, "em se plantando muito dinheiro tudo dá", só no final é que poderemos saber se essa colheita vai realmente ser boa e prosperar ou não. Na eleição de prefeito de Buíque que passou, essa matemática do "roçado" não deu muito certo não senhor e, passando para Arcoverde, com o prefeito Zeca e seu irmão, pode ser que dê certo, pode ser que não. Estão apostando que ele em Arcoverde pode chegar a casa dos 15 mil votos, o que acho pouco provável que o prefeito-irmão mór tenha esse poder de transferência sem mais nem menos; em Buíque, a cantiga é de que, se Luciano Pacheco, seu apoiador principal neste Município, teve mais de mil votos, estão apostando em mais de 2 mil votos para Júlio, o que também coloco em dúvida e, falam ainda nos apois que ele tem em Alagoinha, Pedra, Custódia, etc e tal, mesmo assim, ainda meio cético, pode até que ele venha a se eleger, mas acho pouco provável, a não ser que o seu roçado seja deveras aguado com chuva de ouro, caso contrário, camaradas, a vaca vai pro brejo. Nada tenho contra nem a Zeca, nem a seu irmão-candidato, mas "uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa", como bem o disse o "intelectual" jogador de futebol "não-sei-lá-quem-foi". Ainda assim, acho que o candidato do Prefeito Jonas Neto, aqui em Buíque, Claudiano Martins, vai ser o mais votado com uma média de 5 a 6 mil votos. Quanto ao ex-prefeito Arquimedes, que segundo se comenta, pediu um roçado muito grande para apoiar o irmão de Zeca, Júlio Cavalcanti, poderá ser o segundo e, digam de passagem também, que soube ainda, que Mirian Briano, por um roçado de fundo de quintal, vai apoiar o irmão de Zeca. Não sei se o que soube prospera, mas sei não, em roçado político, camaradas, em se plantando tudo pode dar, ou não!

E NO ROÇADO NACIONAL E DE PERNAMBUCO - Pelo visto, como Lula não é nada besta, pense num nordestino "arretado" que deu certo!, o velho "pau-de-arara", se fosse candidato pela terceira vez seria com certeza eleito para um novo mandato, como não pode, apresentou um poste onde ele é a luz, Dilma Rouseff e, pelo visto, a luz vai realmente acender e brilhar, pois pelo andor da carruagem, com o aumento dos aposentados sancionado por ele, quando todo mundo pensava o contrário, já nas próximas pesquisas de opinião, podem crer que a Dilma já vai aparecer na frente de Serra. Por falar nesse paulista almofadinha que quer se passar por "reolucionário e guerrilheiro de mentirinha", se valendo da filosofia de coitadinho, que foi pobrezinho na infância, filho de dono de barraca de feira e de doméstica, nada tem a ver. Na verdade ele faz parte de uma ala política que quer realmente lotear o Brasil a troco de bananas com as suas grandes empresas, a exemplo do Banco do Brasil, CAIXA, Petrobrás, BNB, BNDS entre outras de suma importância para o alavandamento da economia brasileira. Das grandes empresa privatizadas na época de FHC, as macacutais foram tantas que ninguém sabe da destinação do dinheiro produto de tais privatizações, por haverem sido nebulosas, sem clareza e contrárias aos interesses nacionais. Já em Pernambuco, colocaram o pobre de Jarbas Vasconcelos, àquela "carraca do São Francisco", num verdadeiro ninho de gatos, mesmo sabendo que poucas chances ele tem de vencer Eduardo Campos, que apesar de ter as suas falhas, ainda assim, é benquisto e simpática perante o povo pernambucano. Jarbas que pensava que os ex-aliados viriam para o lado dele por gravidade, se enganou profundamente e hoje, "pobre", "traído"  e abandonado, sequer fez ainda a sua convenção para escolha dos candidatos da sua aliança de oposição, porque não encontrou ainda um candidato à segunda vaga de senador, porque ninguém está querendo sair candidato somente para sair, marcar presença no jogo do roçado político dele. Ninguém como ele, quer se sacrificar por sacrificar. Jarbas Vasconcelos, camaradas, está realmente em maus lençóis. Dizem até as más línguas que é para ele pagar a surra de um milhão de votos que ele deu no "velho" Miguel Arraes noutra época, e o troco vem agora com o seu neto, "aqueles olhos verdes" dos precatórios que ele tanto criticou.




Nenhum comentário: