SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

FAZER O BEM, SEM OLHAR A QUEM, SERÁ QUE ESTAMOS PREPARADOS PARA SÓ RECEBER INGRATIDÕES?



     Diz a sapiência da filosofia, que: “quem sempre procurar fazer o bem, tem que estar preparado para receber em troca, o pesado fardo da ingratidão”. Na verdade, no mundo real das coisas, na vida prática, é assim mesmo que acontece, porque nem sempre quem recebe o bem, está devidamente preparado para devolver tudo que recebeu com a mesma moeda. Muito pelo contrário, no geral, é sempre ingrato e não reconhece absolutamente nada daquilo de benéfico que recebeu. Um dos exemplos da história, é Jesus Cristo, que pregando sempre a bondade entre os homens, terminou por estes, que escolheram de última forma, entre viver ou morrer, quando Pôncio Pilatos lavou covardemente às suas mãos, para se eximir historicamente da responsabilidade da morte infame de um inocente, e colocou a vida de Cristo, para um povo dominado pela irracionalidade, decidir entre ele e um ladrão, Barrabás e, pasmem, o povo levado pela insanidade coletiva, optou pela vida do ladrão e a favor da impiedosa morte de Jesus que veio a ser humilhado publicamente e terminou por ser crucificado na cruz. Não acredito muito no Cristo da religiosidade, mas sim, naquele que foi um grande humanista filosófico para à humanidade em seus ensinamentos que se basearam na denominada Bíblia Sagrada.
    Claro que atualmente, não existem tantos Cristos no mundo de hoje, mas que muitos faroleiros que só querem da boa vontade do povo se aproveitar, disto se tem de sobra, em pleno Século XXI, e não se pode ter a menor sombra de dúvidas. Dá nojo e vergonha a gente olhar e ver determinadas pessoas, que se dizem pregadoras, representantes de Deus, usando de Sua palavra, tão-somente para tirarem proveito em benefício próprio e o interessante, é que existem muitos seguidores que ainda seguem e vão atrás dessa ignominiosa farsa, acreditam piamente e dão o que podem e não podem, em favor de muitas ordenações religiosas que não se prestam para absolutamente nada, a não ser enriquecer os seus líderes e prepostos, tudo isso, usando a palavra da Bíblia ou de outro livro sábio qualquer, em nome da enganação. O que se pode observar é muito descaramento, do mais humilde ao mais ávido por riquezas, não existem limites para enriquecerem ilicitamente usando da boa-fé do povo humilde e com o apoio legal do estado, que deveria coibir tantos abusos que vem acontecendo junto de nossa humilde gente.
  Mas independentemente de religiosidade, ainda existem muitas pessoas, pelo menos uma minoria, que ainda são dignas de serem ouvidas e de credibilidade e são justamente estas, que buscando fazer o bem, sem olhar a quem, são quem na verdade carregam o fardo da incompreensão e da ingratidão, seja em qualquer meio social em que vivam. No meu entender, ninguém precisa ser religioso ou seguidor de qualquer que venha a ser a divindade, para buscar dentro da medida do possível, vir a fazer o bem. O bem não é inato de qualquer credo religioso, mas sim, da própria pessoa, de sua própria formação social e moral que recebeu ao longo de toda a sua vivência e, por essa razão, são os mais incompreendidos e apedrejados.
    Basta não concordar com determinado status quo vigente por determinado segmento social, que já passa a ser visto com um olhar enviesado de desconfiança, mas aí há de se perguntar, até que ponto se é capaz de ser olhado dessa forma sem que venha a reagir? – Para a filosofia, o ser humano que se habituar a fazer o bem, sem olhar a quem, tem que da mesma forma, que aprender na dureza da vida, a carregar o pesado fardo da ingratidão e da injustiça, é esse o pagamento que lhe espera por ter buscado fazer a sua lição de vida, dentro de parâmetros filosóficos de sempre procurar fazer o melhor pelo seu povo.

Nenhum comentário: