QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

terça-feira, 21 de novembro de 2017

DE ALGUMA FORMA, A NOSSA PALAVRA EM FAVOR DE NOSSA CULTURA, PELO VISTO, ALGO VEM SURGINDO NO HORIZONTE, EMBORA LENTAMENTE


      Nos que fazemos cultura, sabemos das dificuldades que é, sensibilizar a população, principalmente a iniciativa privada e os detentores do poder público, para que se voltem para o desenvolvimento cultural de nossa terra. Falar de cultura é fácil, agora, fazer, é que é o nó da questão. Há muito que eu mesmo, e falo de mim com propriedade, que venho batendo nessa tecla do desenvolvimento cultural de Buíque. Muitos sempre fizeram ouvidos de mercador e ainda fazem. Muita gente não está nem aí, mas pelo visto, se dá para sentir, que parte das próprias pessoas, está despertando para esse lado, porque o vetor propulsor da cultura, quando ninguém não está nem aí, tem que ser as próprias pessoas, com os próprios recursos que podem contar.
  Um dos grandes alavancadores de nossa cultura, indubitavelmente, é o SESC-LER BUÍQUE, que mesmo com pouca frequência de público, sempre vem promovendo eventos culturais de valoração da cultura popular tanto de próprio lugar, quanto de cunho nacional. Também nesse campo, nunca deixa de patrocinar por conta própria, oficinas de vários segmentos cultuais, a exemplo de cursos de poesias, cordel, literatura e um dos últimos, foi o de dramaturgia, do qual participei. O SESC-LER, foi um dos grandes enfrentantes de incentivo do desenvolvimento da cultura de nossa terra, restando, porém, participação maior de nossa juventude, de adultos e até mesmo de idosos, para um melhor aprendizado da vida e de nossos valores culturais. Na década de 70, aqui fundei um jornalzinho na Escola Duque de Caxias, feito artesanalmente, em máquina de papel estêncil (quem lembra) e, nas décadas de 80 para 90, fundei o Jornal a VOZ DE BUÍQUE, mas nunca deixei, mesmo fazendo política, de bater nessa tecla de defender nossa cultura e, pelo visto, algo vem surgindo nesse horizonte.
      A Escola Técnica Estadual Cyl Gallindo, vem desenvolvendo para a juventude na fase de ensino médio, grandes e importantes cursos para a nossa juventude, não deixando de ser, um fator de importância salutar para preparar valores na área técnica, a nível de ensino médio, para colocar no campo de trabalho muitos jovens de nosso município e região. A escola foi montada numa estrutura espetacular, que nada deixa a desejar em similares de grandes centros de ensinamento de nosso estado e do país. Existe uma estrutura fenomenal. Só para se ter uma ideia, já está na fase embrionária a criação de uma televisão via internet, para justamente, mostrar através dos próprios alunos, o que é deveras importante, os valores culturais de nossa gente e de nossa terra e isso, só vem mesmo a engrandecer a nossa cultura.

    Estão de parabéns, o SESC-LER BUÍQUE e a Escola Técnica Estadual Jornalista Cyl Gallindo. Que continuem a fazer, e muito mais, o que puderem para o desenvolvimento de nossa terra, coisa que sempre venho defendendo desde tenra idade, mas somente com uma voz uníssona, isolada, mas que, agora, outros movimentos culturais, principalmente depois que cheguei, junto com outros companheiros, a fundar em 23.10.2014, a ACADEMIA BUÍQUE DE LETRAS E DAS ARTES – ABLA, que, apesar do pouco que fizemos durante esse curto lapso de tempo, acredito que foi outro elo importante que vem despertando aos poucos, a nossa gente, sobretudo nossa juventude, para o desenvolvimento de nossa cultura, porque nada mais importante que o conhecimento de um povo, para que venha a se libertar e poder ganhar asas para voos solos, esta é a realidade que antevejo daqui para a frente. 

sábado, 18 de novembro de 2017

MOMENTO DE DECISÃO, A GENTE TEM QUE TOMAR UMA NA VIDA


        Nesta vida a gente vive de momentos. Para cada ato existem determinados lapsos temporais, em que o sujeito ou é forçado a tomar uma decisão, ou então esta pode vir por gravidade.
        Ora, se a vida já é difícil de vivê-la do que jeito que ela é, imagine quando voluntária ou involuntariamente, a gente a torna mais difícil. Então minha gente, ninguém pode viver isolado do mundo, se lamentando e acreditando que tudo acontece por acaso. Não, isso não! – Em muitas circunstâncias a gente tem que correr atrás do tempo perdido, do prejuízo que sofremos, dos danos irreparáveis, porque sem um firmeza para nos sustentarmos não somos absolutamente nada.

        Por isso mesmo, é que, diante de tantas amarguras, erros que cometemos nesta vida, a gente tem que ir em busca de nosso porto seguro, senão como viver no desespero e no sofrimento? – A gente tem que buscar um ele de fé entre nós pobres mortais e uma divindade, que mesmo que não a vejamos, mas o que existe ao nosso redor, com toda certeza não foi fruto do acaso, mas sim, de algo muito maior do que nós mesmos, para que possamos acreditar, mesmo que não vejamos e é por isso mesmo, que a gente tem que decidir. A busca de um momento de decisão na vida, sempre haverá de chegar, por isso mesmo, é que, acredito ter chegado o meu e vou decidir da melhor maneira possível, para que a paz, a harmonia passem a habitar meu corpo, minha alma e minha vida, é isso que mais desejo.

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

SER PAI, É TER O MAIOR ZELO PELOS FILHOS, MESMO QUE ELES JÁ SEJAM COM IDADE AVANÇADA, AINDA ASSIM, SERÃO SEMPRE “OS MENINOS”


        Não vou aqui pontuar os meus tropeços na vida, tampouco os erros cometidos. Voltar-me-ei mais para os acertos que procurei dar neste curto espaço temporal. Se errei, se exagerei, foi buscando sempre tentar acertar, porém se errei o fiz, não por maldade, mas esperando tirar um pouco de proveito e alegria desta vida.
        Muita gente, de má índole, se prende mais nos erros que se comete, do que propriamente, naquilo de positivo que buscarmos fazer com amor, afinco e dedicação nesta porra de vida! – Acaso alguém olhe ou observe os erros que cometo, então procure olhar para os seus próprios em primeiro lugar!
        Pois bem! – Meus pais, até já entrando na idade mais adulta, sempre me tratavam como criança, não só a mim, mas também, aos demais irmãos, isso porque, para eles, a gente nunca cresceu. Sempre fomos àquelas crianças sempre esperando uma proteção paterna ou materna.
     Desse jeito os filhos que tenho, embora em determinadas circunstância não transpareça, mesmo assim, ainda os trato de “meus meninos”, porque para quem é pai, não existe tamanho ou idade. No tempo do meu avô, Mané Modesto, veja a ousadia e a demonstração de imposição de respeito, que ele sempre buscou dar para os seus filhos, embora tenha tido três famílias distintas, mesmo assim, não admitia erros dos filhos. Ele podia errar para valer, mas nos costumes daquela época, ele era o homem, o patriarca e por isso mesmo, tinha dos filhos, o dever de obediência. Tanto é assim, que certa feita, deu uma surra em meu pai, já casado, pai de família, na casa de uma “rapariga”, para cuidar dos filhos e de minha mãe. Veja que ele já era adulto, pai de família, mas nada disso impediu que meu avô lhe desse umas caçambadas de pau. Mas isso em nada mudou a conduta de meu pai. Nunca fui raparigueiro, mas sou o mais parecido com o meu pai. Ele, que já se foi desde o ano de 1989, há 28 anos, não tenho o que falar dele, porque nos criou nas dificuldades da vida, mas nunca deixou de cuidar da gente, ele e, principalmente minha mãe, Adelaide Alves de Albuquerque, que sempre foi uma mulher de fala mansa e guerreira, mas era uma fera, quando alguém cismava de mexer com um de nós. Na verdade, na questão de conduta, eles nos fizeram o melhor que puderam fazer, porque todos nós somos pessoas de bem e lutamos na vida, como ainda continuamos, para nos mantermos com honradez, moralidade, ética, caráter e dignidade pessoal.

        Pois bem, do mesmo jeito que meus pais me criaram, não que vá pegar um cacete e descer a lenha em um de meus filhos, todos maiores de idade, casados, exceto, o mais novo, Miltinho, isso jamais. Eles têm que buscar aprenderem com os erros que cometi e cometo, porém com uma diferença, sempre buscando se moldar, tomar como base em suas condutas de vida, os exemplos positivos que acredito ter deixado. Agora, aconselhar, claro que vou fazer a qualquer tempo, quando de minha pessoa precisarem de uma palavra para algum tipo de correção de vida, mesmo que venha a praticar o mesmo erro, mas não quero de forma alguma que eles cometam os mesmos erros que eu cometi na vida. Para eles, desejo sempre o melhor de tudo, é isso que espero de meus filhos e descendentes. E aí, meninos, que acharam!

terça-feira, 14 de novembro de 2017

OS PERFIS FALSOS NO FACEBOOK (FAKES) SE MULTIPLICAM. PRECISAMOS TER CUIDADO E MEIOS LEGAIS PARA SE TORMAR AS MEDIDAS CABÍVEIS.


       Acredito que as redes sociais deveriam dar mais segurança aos seus seguidores, principalmente monstruosas redes sociais a exemplo do Facebook, o You Tube, entre outras, porque a qualquer momento, pessoas inocentes podem ser vítimas de várias espécies de crimes, tais como ameaça, chantagens e de extorsão ou até nesses jogos mortais que podem levar alguém à morte.
       Ora, com toda minha experiência, mesmo assim acreditei que a pessoa que fez pedido de amizade na minha página, com pouco tempo, isso logo cedinho de  ontem, foi logo com uma conversa bem amável, chegando ao ponto de me induzir e me expor de alguma forma, coisa que não deveria e, por fim, ameaçou me chantagear através de extorsão, pedindo uma quantidade em dinheiro, senão levaria o assunto a todas as redes sociais, mas de imediato, bloqueie esse perfil fictício e certamente, não mais cairei numa arataca dessa natureza, porque a gente tem que ficar mais vigilante diante das pessoas que fazem solicitação de amizades em nossa página.
        Depois dessa, que de certa forma, me deixou meio vulnerável, vou fazer um enxugamento nas amizades que tenho na minha página, quase 5 mil e só vou deixar permanecer as pessoas que realmente as conheço de verdade e que são pessoas reais e não uma ficção, um perfil falso ou fake, porque pode trazer muitas inconveniências nocivas, tanto de ordem moral, psicossocial e causar danos materiais irreparáveis.
     Por essa razão, essa grande rede social que é o Facebook, deveria ter mais segurança nas pessoas que se cadastram nela, porque como cadastrar quem não existe, só com o intuito de fazer o mal, prejudicar pessoas e cometer crimes, hein, minha gente!? – Pior é que nem o CPF do cadastrando ou outro documento, exigem, – Por essa razão todo cuidado é pouco para quem você aceita como pedido de amizade nessa sua rede social, porque de gente ruim, o mundo está cheio e para fazer o mal, ninguém está nem aí em prejudicar pessoas que não tiveram a menor intenção no gesto que fizeram ou no que disseram, porque o foram de boa-fé.

       No meu entender, a própria rede social é a responsável por qualquer dano moral, psicossocial e material, por qualquer um que seus integrantes venham a sofrer, através dos meios legais, tendo legitimidade a Justiça de qualquer país onde a rede venha a ter alcance, ou seja, no mundo todo.

domingo, 12 de novembro de 2017

DESCER A LENHA EM POLÍTICOS SEM MOSTRAR A CARA, MASCARADO, É MUITO CÔMODO. QUERO VER É TER CORAGEM PARA MOSTRAR O ROSTO E DIZER QUEM É!


       Nos idos dos séculos XIX e XX, era muito comum, jornalistas, escritores, usarem pseudônimos (nome fictício) para divulgarem e publicarem os seus escritos, o que era perfeitamente compreensível em virtude das circunstâncias de truculência e de violência desses períodos. Embora na atualidade ainda existam retaliações, que podem até lembrar àqueles obscuros períodos, nada impede que numa rede social, numa revista, ou outro meio midiático qualquer, alguém que escreve alguma matéria em relação a um fato político, ou contra à possíveis condutas de determinados políticos, se identificarem, se definirem, porque não estamos mais na época da liberdade do livre pensar, sem poder se expressar. A Constituição Federal, aclama a liberdade da livre expressão. Então se esconder de que? - Acredito que, quem faz ou escreve alguma coisa contra alguém, deve mostrar a cara, o rosto, se identificar, porque ninguém deve ser covarde o bastante, para querer se esconder através de uma máscara (o que se denomina de fake, no face), para poder publicar ou postar alguma matéria ou comentários em desfavor de algum político ou de alguém de interesse público.
        Pois bem, em Buíque, nesses últimos dias, venho percebendo que algumas pessoas, desceram a lenha nos vereadores e no prefeito, porém, existe um nome, só que, ninguém sabe se é verdadeiro ou falso (fake), porque não mostra o rosto, mas apenas, uma simbologia com uma frase alusiva a Deus. Ora, se essa pessoa usa o nome de Deus em vão para fazer duras e pesadas críticas a outras pessoas, então porque não usa o seu mesmo, se identifica, e diz o que bem quer e entende, mostrando as fontes e provas daquilo que escreveu, publicou e postou! – Não seria melhor ter a coragem de se identificar! – Não propriamente para que haja alguma retaliação de alguma forma, porque há de se acreditar, que não haja de forma alguma, afinal de contas, nem o Palácio do Planalto, Congresso Nacional, a Justiça e o STF, escapam de pesadas e merecidas críticas. Na verdade, o povo deveria contra esses aí, tomar medidas mais sérias, drásticas, porque enquanto calado, tudo está acontecendo contra o seu próprio interesse e todo mundo entrando pelo cano e levando um fumo bem grosso de Arapiraca.
      Então gente, ninguém é perfeito, todo ser humano é passível de ser criticado e de criticar. Agora, uma questão é saber como se deve criticar, conhecer a fundo do que se está falando e ter propriedade e domínio daquela matéria que vai postar ou publicar. Essa rede social Facebook, no meu ponto de vista, é a mais democrática do mundo, porque nela todo mundo dá as suas opiniões, seus pitacos do jeito que quer e bem entende, erram vexatoriamente no português crasso que escrevem, mas tudo bem, é uma rede social popular. Agora, escrever sobre pessoas públicas ou postar qualquer coisa que lhe vem à telha, representa um grande perigo, porque pode vir a ser considerado crime, podendo o ofendido vir a processar criminalmente o ofensor e até pedir reparação indenizatória por perdas de e danos morais e materiais, o que é previsível na própria constituição Federal e no Código Penal.

        Não estou aqui censurando ninguém pelo que escreve, opina, critica e posta em qualquer rede social. Isso de forma alguma. Não é e nunca foi do meu feitio esse tipo de coisa. Agora, uma coisa é chamar, por exemplo, um determinado número de políticos de ladrões, corruptos, entre outros adjetivos pejorativos, de forma graciosa, por puro partidarismo político e pior, sem ter as devidas provas de que esse ou àquele fato tenha realmente acontecido. Dizer uma coisa e não provar, é o mesmo que nada dizer, o que vem a ser passível de punibilidade pelo nosso ordenamento jurídico. Em Buíque, infelizmente, a exemplo de outros municípios, a política come no centro diuturnamente e termina uma, já se tem início, outra. Sempre foi assim e, pelo visto, assim sempre será.

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

VIADAGEM DA FILOSOFIA DE GÊNERO


        Uma coisa é o sujeito nascer homem ou mulher, outra, é por uma questão do fisiologismo predominante do DNA tendente a um sexo ou outro e, o ser humano sexualmente gay ou lésbica, não perde de forma alguma, essa condição. Essa questão não tira o mérito de nenhum ser humano. A questão não é ser ou deixar de ser. O problema maior, no que se dá para entender, é querer impor determinadas condutas na forma de agir e pensar, doutrinariamente, como age e pensa uma minoria. Se for no sentido de se acabar com o preconceito predominante por homens e mulheres não agirem e pensarem como nasceram, acredito que toda a sociedade deve apoiar sim, porque isso faz parte da evolução social, inclusive buscando se encontrar fórmulas para melhor adequar a situação de cada ser humano, porque seja lá qual for a forma de alguém agir, não perde a condição de ser humano. Acredito que, nem mesmo quem comete delitos perde de tudo, essa condição, mas existem alguns, que na verdade, perdem o senso de humanidade por completo e aí, já não podem interagir e se permitir inserir no seio da sociedade, devendo por isso, serem tirados do meio em que se vive.
          Ser gay ou lésbica, pode ser questão genética, ou adquirida de conformidade com o modus vivendi de cada cidadão ou cidadã e, claro, como cada um é livre para usar como bem quiser o seu corpo e sua mente, não podemos recriminar ninguém. Devemos ter respeito por todo mundo. Agora, querer nos impor uma condição diferenciada que a nossa sociedade não está preparada psicologicamente para enfrentar, aí sim, é quem vem os grandes questionamentos e discussões por parte da sociedade. Está mais para uma questão de viadagem descarada essa tal de filosofia de gênero, que está mais para uma discussão e isso não tira pedaço de ninguém.
        Claro e evidente, que a situação de gays e lésbicas do ponto de vista civil, deve sim, ser legalizada de alguma forma, porque são seres humanos como qualquer pessoa. Anormais não podem ser considerados, mas sim, tão normais quanto qualquer outra pessoa, só que, a orientação sexual recebida em sua vida, foi diferente, a opção de uso de seu corpo foi a própria pessoa quem escolheu ou já pode ter nascido com esta, de conformidade com a sua formação genética do DNA.

        Comentar sobre esse assunto, é o mesmo que andar em cima de ovos, porque é uma questão muito delicada e quem comenta pode ser interpretado de outra forma e incompreendido. Com isso não significa em dizer, que o assunto venha a ser considerado um dogma intocável. De forma alguma, afinal de contas, nós que vivemos em sociedade, devemos sim, discutir todos os assuntos pertinentes a este, sobretudo, os termos de como nos organizarmos e convivermos pacificamente. Como já foi dito, quem tem o que é seu, pode fazer o que bem quiser e entender. Agora o que não se pode, é querer impor determinadas condutas a outras pessoas que tem orientações diferentes no seio de seus familiares. O comentário aqui, é só mais um comentário, não para desafiar quem quer que seja. Apenas para maiores esclarecimentos, uma vez que, ninguém está sendo contra a conduta comportamental de quem quer que seja, esta é a verdade, mas como a viadagem é por demais exagerada, pode levar para outra vertente.

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

E AÍ, PANELEIROS E BRUXA DE BLAIR, QUE TAL A ALÍQUOTA DE IMPOSTO DE RENDA AUMENTAR DE 27.5% PARA 37%!?


        É com ar de indignação, se bem que, nesse governo golpista nada me surpreende, é se aumentar o imposto de renda, que só paga corretamente de verdade, quem tem ganhos salariais dentro do limite tributável, porque já vem descontado na fonte e é de imediato repassado para a Receita Federal. Realmente é uma tacada visceral no bolso do contribuinte que realmente paga imposto de verdade, porque quem pode driblar, faz a mágica contábil que bem entender, que nem o melhor dos auditores chega a rastrear ou descobrir e assim, dá uma rasteira no fisco e quem fica mesmo no prego é o servidor público mal ou bem remunerado e quem ganha salário na iniciativa privada é não está na linha dos isentos. É confisco e mais confisco neste governo de merda que vocês paneleiros, deputados federais irresponsáveis e senadores, colocaram no poder, para além de sucatear, roubar o país vendendo nossas riquezas a preços de bananas, estão também saqueando o bolso do contribuinte pessoa física, o que é uma imoralidade. Imoralidade não! – Por que para os paneleiros, que estão aí caladinhos sem nada fazer, isso é bem feito e vem em boa hora e é bem feito que eles se lasquem mesmo, esta é a verdade! – Agora há de se indagar, será que a empresa paga o imposto de renda corretamente, ou faz malabarismo fiscal para se isentar, hein?
        Como se já não bastassem os aumentos vergonhosos de gás de cozinha, da gasolina, dos produtos de primeira necessidade e de mantimentos, entre outros tantos aumentos e gêneros úteis e necessários para todos os brasileiros, eis agora, mais uma usurpada no bolso do contribuinte, se bem que, só vai atingir em cheio mesmo, a classe média e média alta, isso se alguém perceber os seus ganhos através de salários, de contracheques, porque se for através de outra modalidade, com certeza vão sempre encontrar uma saída para burlar o fisco e até é bem feito mesmo, porque na verdade o que estão fazendo neste país, é roubo escancarado mesmo! – Pior é perceber que este povo passivo, com cara lisa de idiota, nada faz, diz ou age. Afinal, que povo da porra é esse, hein, minha gente!
    Pergunto aos paneleiros que foram às ruas enfeitados, empunhando bandeiras, gritando palavras de ordem, com bonecos ridículos, adereços de todo tipo para fazer chacota contra o governo do PT, por que se calaram de vez agora, hein, seus pústulas de uma figa? - Digo isto porque eles foram tão ativos para ajudar impiedosa e injustamente a cassaram uma presidente sem nenhuma culpa, sem ter cometido nenhum crime e agora, que estão fazendo do país gato e sapato, o que esses fuleiros estão fazendo? – E a advogada do impeachment de Dilma, Janaína Paschoal, que pegou um boquinho no nome do jurista nonagenário, advogado famoso, Dalmo Dallari, ficou conhecida como a “Bruxa de Blair”, o que foi feito dela, que ninguém ouve mais falar, tampouco aparece na mídia, hein! – Esse pessoal do impeachment, não passou mesmo de palhaços, de instrumentos, a exemplo dos paneleiros, massa de manobra, para dar sustentação para que esse golpista de merda chegasse ao poder e fizesse tudo que viesse a contrariar o povo brasileiro, que está aí lascado e de cócoras sem nada fazer. Não passam de uns merdas mesmos!
      As consequências tiveram logo início, desde o momento em que votaram pelo impeachment da presidente Dilma e esse palhaço assumiu o poder. Está fazendo o que bem quer e entende, gastando o dinheiro da nação para se manter no poder, mesmo que seja por um só ano a mais, e aumentando tudo que bem quer e entende, leiloando à preço de bananas as nossas riquezas naturais e minerais, nossa indústria próspera, no intuito de sucatear nossas riquezas e além disso, ter que financiar ainda mais, o capital internacional para dominar o que nos pertence e fico pasmo, pê da vida mesmo, porque ninguém não está fazendo absolutamente nada. Se o Brasil fosse um país sério, isto jamais estaria acontecendo. Pior é o fato de que, a grande mídia, não dá um pio, está muda, calada, porque quer uma parte da bolada em publicidade desse governo de ticaca. A globo que desceu a lenha em Dilma na época do impeachment, será que já falou nessa fatia de aumento da alíquota do imposto de rende? – E a “Bruxa de Blair”, que está esquecida, por qual razão emudeceu? – São todos uns pústulas de estrume, imbecis e maus-caráteres, brasileiros que não merecem as calças e as sais que vestem, esta é a verdade nua e crua!