QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

domingo, 17 de setembro de 2017

NÃO SOU O DONO DA VERDADE, TAMPOUCO A PALMATÓRIA DO MUNDO, POR ISSO MESMO, É QUE ME CONSIDERO VULNERÁVEL COMO QUALQUER OUTRO SER HUMANO


       Ora, a ninguém é dado o direito de arvorar-se como o dono da verdade inconteste ou o de ser a palmatória do mundo. Quem assim pensou, agiu e imaginou, terminou sempre por quebrar a cara, porque a ninguém é dado o direito de dizer que é o dono da verdade, porque esta é relativa. O que pode ser tido como verdadeiro em determinado momento ou em algum ponto histórico da linha do tempo, noutro momento qualquer, poderá não mais vir a ser tido como verdadeiro. Tem-se muitos exemplos na história, sobretudo, quando se trata do dogmatismo religioso e da própria história da humanidade, que nem sempre é contata realisticamente como de fato aconteceu em cada ponto da história. Toda a humanidade, só chegou a passar historicamente, o que lhe era conveniente a quem estivesse no poder de mando do absolutismo ou da religiosidade, que defendesse um deus de um jeito ou de outro.
        Agora, o que tenho a dizer, é que posso perfeitamente ter em mente, as minhas próprias convicções, as minhas próprias verdades e disso, não dou o direito a ninguém, de tentar ou querer mudar o que durante toda minha vida, na minha formação moral e intelectual, se sedimentou como cimento de minha alma, e isso, se pode até discutir, mas mudar a forma, a maneira de ver as coisas e de interpretar o mundo, a essa altura do campeonato, é muito difícil, porque não acredito senão, naquilo que foi sedimentado ao ínfimo de tempo de minha vida, durante esse lapso temporal, dentro de mim, de minha alma, que no meu entender, esta só existe, enquanto meu corpo tiver existência, e não quando se tornar um amontoado putrefato que ao passar do tempo voltará a ser o pó do qual eu e todos nós viemos. Então mudar o quê, a essa altura do campeonato!
        Não tenho nada do que mudar. Mudar é para os que estão em pleno estágio de desenvolvimento, de autoafirmação de seu desenvolvimento mental, intelectual e moral, pois a moral está em como você objetivamente observa o mundo exterior e traz para dentro de si, o seu próprio conceito de como algo ou um determinado princípio filosófico de viver, lhe é colocado. De como se vai interpretar tudo isso que vai fazer parte da sedimentação firmatória de todo e qualquer ser humano.

       Pode-se até ser o produto de tudo que está aí em nossa frente, mas eu mesmo, sigo a minha própria linha daquilo que aprendi como certo ou errado e não dou o direito a ninguém, de censurar, repreender, vir a me corrigir, nesse ápice negativo de vida em que me encontro, de passar a reescrever minha própria história, o que aprendi como certo ou errado e passar a pensar, agir e imaginar tudo de forma diferente. Isso não vai jamais acontecer em minha vida, porque tudo já está encalacrado em minha formação de vida, em minha alma, que vai, certamente, morrer junto comigo. Quanto ao espírito, este poderá ficar, se de alguma forma, vir a ser lembrado por alguém de meus familiares ou os tantos pseudos-amigos que dizem me conhecer. Sei que não posso mudar o mundo. Aliás, nunca pude, apesar de ter feito alguma coisa nesse sentido, mas acredito que, se eu não tivesse vindo a estas plagas, certamente, o mundo não teria sido o mesmo, porque eu mesmo, só pode ser eu mesmo, e nada seria diferente e não é agora, que Manoel Modesto, filho de Milton Modesto e Neto de Manoel Modesto, pai de uma filharada e avó de uma netada, vai mudar a sua maneira de ver o mundo. Isto, camaradas, jamais vai acontecer, mesmo se acaso chegar a arquejar como um desprezível ser humano num leito de morte qualquer, jogado à sua própria sorte da morte certeira, ou se acaso morrer de repente, nada disso mudará. A minha visão de mundo não mais mudará, porque é esta a razão de ainda relutar e de viver essa porra de resto de vida que ainda me resta, isto, se daqui para ali, não vier a sucumbir de vir a ser acometido por uma parada cardíaca real e imediata, um aneurisma cerebral, ser atropelado por um veículo ou de um acidente qualquer que somos passíveis de nos deparar neste mundo violento e cruel em que vivemos nos dias de hoje. Então nada há a ser mudado, tampouco, me arvoro como a palmatória do mundo. Não sou o dono da verdade, apenas das minhas, a qual a ninguém é dado o direito de tirá-la, usurpá-la, porque ela está dentro do meu ser ontológico e este, ninguém poderá tirar de mim de forma alguma.

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

ESSE É UM BRASIL DE MARIAS, JOSÉS E DE JOÕES


        Será que estamos ainda vivendo um Brasil de homens e mulheres nativos, que dista de seu descobrimento (colonização seria o termo correto), em que ninguém faz nada, diz nada, não se age ou de uma forma ou de outra, e assim, vamos deixando nos levar, como bem querem e entendem. Então a conclusão lógica, é que ainda somos o mesmo país lá de seu nascedouro em 1.500, quando Pedro Álvares Cabral, com um bando de deserdados portugueses, aqui aportou, para dizer que tinha descoberto o Brasil, quanto de sã consciência, alguns sabem que tudo foi fruto de um acordo de interesses entre os reinos de Portugal e Espanha, as potenciais mundiais daquela obscura época.
        Ora, somos manietados pelos mais vivaldinos, surrupiados pelos larápios de plantão e sempre existe alguém mais esperto que outro, que sempre coloca a culpa mais pesada, em cima de quem a imprensa bate em cima sem dó nem piedade. É este o Brasil em que vivemos. Dos joões, das marias, dos josés, que nada têm, que nada sabem e que sequer, tem como reagir a uma situação dantesca na qual nos meteram e continuam a nos afundar ainda mais num mar de lama. É uma vergonha dizer que somos brasileiros. Que berço esplêndido porra nehuma; que terra rica e pátria amada caralho nenhum! – É isso mesmo! – Brasil, que vergonha, não propriamente a personalidade jurídica “Brasil”, mas os homens e mulheres que estão à sua frente. É de uma podridão de não se aguentar, de se tapar as narinas, porém, inerte, esse povo que de varonil não tem porra nenhuma, não está nem aí, até porque conspurcou com toda essa safadagem, ao eleger representantes picaretas em todos os níveis políticos, então esperar o quê?

        A permanecer nesse estado de letargia dos joões, josés e marias, que nada sabem, nada querem e não agem de forma alguma, só nos resta o quê, afinal de contas? – Gente mais consciente, ou se parte para à luta, ou então vão fazer a todos nós de gatos e sapatos, de proxenetas, de eunucos do egípcio antigo e o escambau à quatro! – É nisso que estão nos transformando, porque já que ninguém faz nada, diz nada ou reage, então camaradas, melhor mesmo é todo mundo dá a rodinha, balançar a bolsinha, e se acomodar na puta que o pariu que eles nos colocaram e, claro, com a ajuda de muitos de nós mesmo e nós outros. Enquanto isso, vamos vivendo conforme eles querem e não vamos, pelo visto, deixar de ser nunca, os “joões, as marias e os josés ou os jacós!”

terça-feira, 12 de setembro de 2017

PELO MENOS NA ATUALIDADE, TEMOS UMA ADMINISTRAÇÃO QUE ESTÁ CUIDANDO DE BUÍQUE


   O que antes não ocorria, a atual administração pública, encabeçada pelo prefeito Arquimedes Valença, está presente, funcionando e buscando, na medida do possível, encaixar, reorganizar e resolver todos os problemas malditos herdados de uma gestão (se é que se pode chamar assim), desses últimos oitos anos até dezembro de 2016.
       Não foram ainda resolvidos todos os problemas e na realidade, não vão ser, porque existem problemas de ordem estruturais que vem se acumulando ao longo dos tempos e dificilmente, numa gestão de apenas 04 (quatro) anos, será possível colocar tudo em ordem e o município vir a resolver muitos problemas deixados, até mesmo arrumar a casa tem sido de uma dificuldade hercúlea, porém com a boa equipe da qual a atual gestão está se valendo, o município está funcionando e presente em todos os segmentos de uma administração pública, buscando sempre soluções viáveis e simples, junto com o povo buiquense.
       Desde praticamente o início do ano, felizmente veio a chuva, o que foi benéfico para o município, que fazia uns 06 (seis) anos que estava sofrendo com as agruras da seca braba e, de que, pelo menos agora está com as suas reservas de água além das contas, terra molhada e os agricultores plantando e colhendo o produto de seu suor, então a chuva foi, como se pode dizer, um dádiva divina, apesar de ter trazido também, vários problemas para se reorganizar vários setores da administração pública, a exemplo das buraqueiras nas ruas, das estradas vicinais, tudo evidentemente por causa das sucessivas chuvas, mesmo assim, a atual gestão nunca deixou de se fazer presente buscando resolver e solucionar vários problemas no setor de obras, serviços e transportes.
     Em nome da impessoalidade administrativa, vários esqueletos de obras, de gambiarras deixadas pela gestão anterior, estão sendo retomadas e, da mesma forma, tendo o seu regular prosseguimento, a exemplo da feira-livre, do matadouro público, de PSF’s, entre tantas outras obras, foram retomadas os seus regulares prosseguimentos, porque a administração pública não pode parar, tem que continuar, em nome desse princípio da impessoalidade administrativa, porque o poder público não pertence a quem está no poder, mas sim, ao povo que é o principal beneficiário, razão pela qual, em ser “res publicae”. Então obra alguma pode deixar de ser dado o devido e seu regular prosseguimento, e é isso mesmo que estão sendo feito.
        No campo da educação, da saúde, da ação social, não está sendo diferente. Todas as medidas administrativas possíveis estão sendo tomadas, em favor de nossa gente, então o município não está parado, e o prefeito Arquimedes, apesar de sua idade, é um homem dotado de uma capacidade em que não para um minuto sequer de sua vida, se movimentando, no sentido de sempre resolver os problemas que foram deixados, que não são poucos e buscando no dia a dia, fazer convênios, trazer recursos para tocar obras e dar continuidade as que foram abandonadas pela gestão anterior. A conclusão a que se pode chegar, é de que, Buíque realmente está em boas mãos, porque a administração pública está funcionando.
    Na área jurídica, sequer aparecia na municipalidade, quem ocupava a pasta da Procuradoria Geral do Município, sendo perdido até prazos na defesa de demandas jurídicas contra este, porém na atualidade, se tem entidade jurídica em pleno vapor, funcionando e com os seus procuradores sempre presentes, dando expediente todos os dias, o que não se via anteriormente. Hoje, prazos jurídicos e as defesas que se fizerem necessárias, em qualquer área do Judiciário, estão sendo realizadas religiosamente e dentro dos ditames da lei. Então isso comprova que em todos os setores o Município está funcionando à pleno vapor. Nem mesmo a juventude foi esquecida, porque com um secretário jovem, vem fazendo um bom trabalho, além da Secretaria da Mulher, que foi recentemente criada, fazendo também parte do time, a Secretaria de Saúde, onde recentemente foi adquirido um ônibus confortável, exclusivamente para transporte de doentes para outras localidades e, não deixou mais de faltar médicos no município. A Secretaria de Cultura, do Meio-Ambiente, de Obras, de Planejamento, de Administração, de Agricultura e de Finanças, de Governo, cada qual está desempenhando o seu papel com autonomia na gestão pública deste município e cumprindo com o seu dever de casa, dentro de uma linha de orientação, para sempre servir nosso povo da melhor maneira possível e com eficiência.

      Quanto ao chefe da edilidade buiquense, é um homem que não para, quer seja nos quatro cantos do município ou para buscar recursos, firmar convênios de melhorias para nossa municipalidade, sempre se faz presente onde quer que haja uma brecha para alocar recursos ou convênios. Quer seja numa simples reunião, festividade, para a qual é convidado, sempre tem feito questão de se fazer presente, discutindo os problemas diretamente com o povo, o que foi promessa de campanha defendida em palanque e compromisso firmado por ele mesmo. Então que existem problemas a serem resolvidos, disto ninguém tem dúvidas. Agora o diferencial, é o fato de que, existe alguém que está buscando resolvê-los, e não se esconde e permanece inerte, sem ação. Temos finalmente um gestor público que quer deixar a sua marca na história deste município. - Se temos problemas! – Todo mundo tem consciência que existem muitos e de que, dificilmente serão todos resolvidos em tão-somente quatro anos, porém o que se sente, é o fato de que, existe empenho e compromisso de um gestor público que está preocupado, presente e buscando as melhores soluções para resolver os problemas de curto, médio e longo prazos, e da mesma forma, encaminhando soluções para todos eles, mesmo os de longo prazo, a exemplo do problema de condição de vida de nosso povo. Existe o problema também que ninguém pode agradar a gregos e troianos, mas se compreende perfeitamente que na vida é assim mesmo, principalmente num estado democrático de direito. O que se tem a dizer é que o prefeito e toda sua equipe, estão de parabéns!

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

COMEMORAÇÃO DO BRASIL DA VERGONHA, ISTO SIM!


      Infelizmente, no dia de ontem não se comemorou um dia cívico, da independência de nosso país, mas sim, um dia da vergonha, das falcatruas, de sempre se querer tirar vantagens de tudo e de todos, dessa corrupção deslavada que tomou conta de forma descarada, de ponta a ponta de nossa Brasil. Então que dia cívico tivemos para comemorar? – Certamente, nenhum, vez que, motivos de patriotismo, de civismo, não os tivemos de forma alguma para ser motivo de orgulho, de altivez e de se ter um país de vergonha n a cara.
        Desfiles bonitos, garbosos, ostentação de orgulho momentâneo, até podem ter havido em várias partes do país. Em Brasília, como manda o protocolo, houve o desfile militar de nossas forças armadas, que galhardamente desfilaram diante de um presidente desmoralizado, rodeado por um bando de corruptos, então, melhor seria, que os militares, como sinal de protesto, sequer tivessem realizado esse desfile diante de uma turma, liderada pelo golpista Temmer, só para atender o protocolo, menos civismo ou patriotismo coisíssima nenhuma do Brasil, porque perdemos todos esses valores morais que deveriam nortear uma data de civismo a qual deveríamos a todos motivar e ser razão de orgulho, o que não foi de forma alguma.
   Paralelamente a essas festividades, eis que aparecem aí apartamentos empaturrados de malas, caixas, malotes de dinheirama de origem duvidosa, mas que se tem certeza se tratar de dinheiro público, surrupiado por essa horda de malfeitores que vem comandando o nosso país. Como se não bastassem, vieram depoimentos e delações bombásticas contra outros políticos, que coloca todos nós que sempre acreditamos em determinados políticos, na dúvida, mas dúvida, nunca deixará de ser dúvida, mas necessário se faz, que essas delações e depoimentos, sejam corroborados com outras provas técnicas, científicas, documentais, senão somente dizer e nada provar, isso não pode ser usado para acusar quem quer que seja, senão saímos do estado democrático do direito e partimos para o estado bandido, anarquista, delator, em que alguém, para salvar sua própria pele, entrega uma parcela de pessoas, que em muitos casos, sequer chegou a participar de determinadas falcatruas das quais são acusados.
        Em Direito, se tem um princípio, em que se considera que “a prova testemunhal é a prostituta das provas”. Pois bem, por aí, dá para se ter uma visão clara e robusta do valor que se dá à prova testemunhal, que na maioria dos casos, juízes se utilizando dessas, chegam a condenar alguém a pesadas penas, sem ter acuidade, a ciosidade que se deveria ter, no julgamento que acredita está convicto da certeza da culpabilidade de quem ele está julgando, mas muitas provas testemunhais são extremamente fruto de criação do depoente e, em muitos casos, direcionados pelo próprio juiz, justamente para que a testemunha diga o que ele quer ouvir e transcrever na ata de audiência, para, no final, acreditar que estar certo, com base nas “provas” dos autos, para condenação implacável do acusado e assim, acreditar de que está fazendo justiça, quando na realidade, diante de um processo manietado, de uma instrução direcionado para um determinado fim, ele condena quem bem quiser e entender. É desse jeito que funciona a Justiça Brasileira. Então no nosso entender, o que sai da boca de um delator, que quer livrar sua pele a todo custo, de uma testemunha que também é acusada noutro processo por algum crime, na verdade, a convicção é a de que, tais testemunhos não passam na verdade, de a PROSTITUTA DAS PROVAS, esta é a verdade. Provas testemunhais se levam em consideração muito na Justiça do Trabalho e elas mentem descaradamente na cara do Juiz, dos advogados, e são tidas como as mais importantes nesse segmento jurídico de nosso país, por isso mesmo, é que nessa Justiça, existem condenações extremamente duvidosas, embora se tratem de direitos trabalhistas, mas na verdade, todo mundo quer tirar vantagem de alguma forma e, nessa seara de Justiça, existem até testemunhas profissionais, que já tem contratos firmados de alguns advogados aéticos, que estão sempre à serviço destes, para sempre testemunharem a favor de alguém. Será que se está falando de alguma mentira?

       Na verdade minha gente, diante de um quadro dantesco dessa natureza, não podemos dizer que tivemos o que comemorar ontem e nos convencer de vez, parafraseando o Barão de Itararé, jornalista cômico do Século XIX, que notabilizou-se na década de trinta, no Rio de Janeiro, pelo jornalismo cômico, sarcástico, em que ele escreveu, dentre tantas outras, essa frase, repetida no dia de ontem, em frente à Prefeitura de Buíque, nas solenidades de hasteamento das bandeiras, de que: “O BRASIL É FEITO DE NÓS. ESTÁ NA HORA DE DESATAR ESSES NÓS. Será que ela estava errado?

terça-feira, 5 de setembro de 2017

O QUE DIZER DE MAIS UM SETE DE SETEMBRO???


        Se antes já não tinha nada a dizer num dia de simbolicamente, em que se vai comemorar a Independência do Brasil, o que se dizer agora, com a desnacionalização de nossa economia, com a retirada escancarada de direitos dos trabalhadores e das classes menos favorecidas, então, camaradas, vou dizendo desde já, que não vai se ter praticamente nada a ser comemorado.
      Do descobrimento do Brasil e colonizado por degredados portugueses, já dista um tempo de 517 anos e, da Independência, de 1822 para esta próxima sexta-feira, vai fazer 195 dessa independência simbológica, que D. Pedro I, fingiu que houvera dado o grito da independência, os portugueses fizeram de conta que acreditaram e os brasileiros natos, tiveram convicção que realmente o Brasil tinha realmente ficado independente de Portugal, porém nem uma coisa, tampouco outra, porque a influência portuguesa ainda perdurou por mais tempo do que se poderia imagina. Veja que D. Pedro II, permaneceu no poder, por quase 70 anos e, através de um golpe militar, que eles próprios tinham dúvidas, se queriam a república ou continuaria o regime da nobreza portuguesa, mesmo assim, para ficar com o poder que de início não deu certo de forma alguma, o Marechal Deodoro da Fonseca liderou o golpe militar e ficou por pouco tempo no poder, porque veio a ser golpeado por outros militares e a eleito do café com leite, que não gostou muito do regime republicano, até por que, a escravidão foi varrida do mapa e ninguém tinha mais mão-de-obra de graça para trabalhar as grandes áreas de terras no plantio de café e da cana-de-açúcar, daí foi o jeito dar novo golpe no golpe.
        À bem da verdade, se a gente foi colonizado pelos degredados portugueses, não poderia dar noutra a nossa formação de conduta moral e social, porque uma sociedade que adquire modos de vida de bandidos, com certeza, a genética jamais será das melhores. Todo brasileiro, pode crer, é um corrupto por natureza, desde o momento que nasce. Não existe purismo nessa nossa raça, além do mais, é uma mistura de tudo que da pior espécime existe que veio de grande parte do mundo. Somos uma miscigenação de porcos misturados com cachorros, então não poderíamos gerar nem sequer um pouco da decência, a exemplo da Finlândia, que vem a ser o país menos corrupto do mundo e o de nível educacional, mais elevado do Planta.

        No meu entender o Brasil precisa ser redescoberto, e com essa ralé política que temos da pior espécie, aí sim, é que nunca vai ter jeito mesmo, esta é a verdade nua e crua. Só temos mesmo é que ter vergonha deste nosso país, não propriamente do país, mas de seus políticos, de sua organização político-jurídico-administrativa, que na verdade é uma grande vergonha para esse país. São um bando de sanguessugas drenando sem dor nem piedade, o nosso sangue. São vampiros do além-túmulo e que vão perdurar pelo visto, para séculos sem fim amém. Então, minha gente, nada se tem a comemorar daqui a dois dias, a não ser, se envergonhar cada vez mais deste nosso país.

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

COMISSÃO ESPECIAL DE REFORMA DA PREVIDÊNCIA, APROCOU O TEXTO BASE PARA PREJUDICAR AINDA MAIS A POPULAÇÃO BRASILEIRA


        Como tenho dito por repetidas vezes, ou se toma medidas sérias, duras, contra esse Congresso Nacional, ou então eles vão desmontar o Brasil, como já vem fazendo e prejudicar sobremaneira, a classe trabalhadora e os menos favorecidos deste país.
        Ora, não dá mais para suportar tamanhos descasos contra o povo brasileiro. Ontem mesmo, a Comissão Especial da Reforma da Previdência Social, por 23 votos contra 14, aprovou o texto base para prejudicar todas as pessoas que vão precisar de aposentadoria e com isso, muita gente vai trabalhar a vida toda, para sequer chegar a usufruir um resto de vida para morrer, aposentado, com uma mixaria de pensão, que no frigir dos ovos, só vai dar mesmo para comprar remédios, para acudir a velhice nos seus mais agudos malefícios da vida.
        Acaso estivéssemos num país de gente séria e disposta, com certeza isso jamais viria a acontecer, como já houve o precedente da reforma trabalhista, dentre tantas outras que vem sendo colocadas em prática para desnacionalizar nossa economia, leiloar o Brasil à troco de bananas e nos deixar menores e à mercê dos ricos e poderosos ocasionais que mandam e desmandam como querem e podem.
        A questão, já que não querem resolver na base da negociação, na conversação, é o povo, esse povo inerte, parado, sem nenhuma iniciativa, deveria mesmo era se organizar, invadir o Congresso Nacional, tocar fogo em tudo, quebrar tudo e deixar essa casa sem condições de funcionamento e quem entrasse no meio, levar umas cambadas de pau, é o que merecem esses pseudos picaretas que se dizem representantes do povo brasileiro. Não dá para aguentar tudo que eles estão fazendo contra as populações mais pobres e carentes, principalmente quando se trata de usurpar direitos daqueles que produzem as riquezas deste país. Entregar de bandeja e deixar eles fazer o que bem querem e entendem, é motivo para uma revolução sanguinária e violenta, para uma invasão naquela porcaria de Congresso Nacional e promover uma quebradeira sem precedentes. É isso mesmo. O país está precisando de uma atitude de hombridade que nossa gente poderia tomar, senão fazer o que, hein, minha gente?

        Tem que realmente se dar um basta de vez nessa Casa, que ao invés de está trabalhando a favor do povo brasileiro, está fazendo justamente o contrário, a pretexto de atender aos afagos do almofadinha golpista, que se diz presidente reformista, e tocar fogo no Congresso Nacional, de preferência, quando a essa casa estiver com o maior número de parlamentares, porque aí, eles tem que tomar uma lição dura partindo do próprio povo, para poder demonstrar de uma vez por todas, que ninguém está apoiando essas reformas que flamejam contra os comezinhos interesses de nossa gente. Por isso mesmo, nada mais justo do que INVADIR E INCENDIAR O CONGRESSO NACIONAL, esta é a verdade, doa em que porra doer.

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

O PRECONCEITO CONTRA NÓS, NORDESTINOS, CONTINUA, POR ISSO MESMO, POR QUE NÃO UM NORDESTE INDEPENDENTE!


           O preconceito contra nós nordestinos, ainda é muito grande e vergonhoso, por parte do pessoal do Sul e Sudeste de nosso país. Isso não era para acontecer de forma alguma, até porque, essas regiões, se desenvolveram às custas do serviço da força do trabalho braçal dos retirantes nordestinos. Em pleno Século XXI, a gente ainda está vivendo coisas desse tipo, não dá para suportar, sem que se tomem medidas sérias contra esse preconceito imbecil e idiota por parte de uma raça que além de miscigenada entre várias etnias, não pode se vangloriar em absolutamente nada, porque em termos de inteligência brasileira, nada temos a dever a esse pessoal dessas regiões. Somos superiores, além de claro, apesar dos ciclos de secas que sempre enfrentamos, ainda assim, temos riquezas em nosso solo, superiores as que existem naquela região, a exemplo de vários minerais e petróleo suficiente para que pudéssemos sobreviver, acaso nos tornássemos independentes das demais regiões do Brasil.
        Fico a observar a hipocrisia de determinadas pessoas, que diante de algumas postagens das redes sociais, tipo facebook, termos jocosos dirigidos a nós, inclusive, apresentando fotos de jumentos fazendo o comparativo a nós nordestinos, como se fôssemos analfabetos de pai e mãe e vivêssemos em eterno estado inopinoso, o que não é verdade. Evidentemente que, em função da seca causticante que sempre tem nos castigado, nosso povo sempre é colocado em verdadeiro estado de calamidade, de miserabilidade, por isso mesmo é que migram para àquelas regiões, principalmente o Estado de São Paulo, mas lá dão um duro danado, derramam o seu suor, trabalham em muitos casos em regime de semi-escravidão, para receberem salários de fome, esta é a verdade. O danado, e que me deixa ainda mais indignado, irado e revoltado, é perceber, que até mesmo muitos de nossos que lá estão há muitos anos, se considerando já pessoas natas, paulistas da gema, passam também, a tirar onda da gente e nos denegrir, sem o menor conhecimento ou por pura imbecilidade e hipocrisia, o que é inadmissível para um de cá, esquecer a sua origem. Ontem mesmo, numa postagem minha no facebook, sobre o presidente Lula, vejam a pérola de comentário que um tal de Carlos Rorigues, colocou no meu mural: “No nordeste tem muito “inguinorate”, analfabeto e “desenformado” que ainda fala em votar em “corrupito” e ladrão”. Vejam bem, numa curta frase, o sujeito que nos chama de analfabeto, cometeu três erros crassos em nossa língua pátria, o que se chega à conclusão de que o analfabeto na realidade é ele mesmo e até eleitor de Bolsonaro, se declarou, o que selou de vez a convicção de que o sujeito é realmente analfabeto político.
        Pior de tudo, é que esse pessoal dessas regiões maravilhas, é justamente quem faz as piores escolhas políticas no Brasil. Exemplo, deputado federal Tiririca, que obteve mais de 2 milhões de votos, Celso Russuomano, o prefeito amolfadinha João Dória, entre tantas outras desgraceiras que eles escolhem. O povo de São Paulo tem que reclamar o quê, em termos de escolhas políticas ruins, de nós nordestinos, se a pior representatividade parlamentar no Congresso Nacional, vem justamente desse estado e de outras regiões do país. Quem derrotou o cocaineiro Aécio Neves, foi o seu próprio estado, Minas Gerais. Então gente, vocês é quem realmente são imbecis nas escolhas políticas que fazem, razão pela qual, não podem dispensar tratamento jocoso contra a nossa população nordestina de forma alguma. Vão aprender a ler e escrever primeiro, para poder falar de política, porque em primeiro lugar, os analfabetos políticos são vocês mesmos, em segundo lugar, não precisamos de vocês para sobreviver e, em terceiro lugar, quem construiu essa Selva de Pedra, dos pés à cabeça, foi o povo nordestino, cuja maioria da população desses lugar, é nordestina, composta por gente daqui, inclusive tem deles, que já se consideram paulistas, principalmente os abestados.

        Diante de circunstâncias tais, o melhor mesmo seria que o Nordeste se tornasse independente, porque não precisamos de absolutamente nada para sobreviver dessas regiões. Temos nossas próprias riquezas para nos sustentar, então está pedindo esmola a esses estados do Sul e Sudeste do país, por qual razão? – Então o que se quer mesmo, é um NORDESTE INDEPENTENTE!