SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

domingo, 26 de junho de 2011

REFLEXÕES SOBRE A VIDA


                    Enfrentando tantos e tantos problemas à minha volta, às vezes fico atônito, atordoado, desesperado, estressado e até deprimido sem saber o que fazer de a minha vida. É uma verdadeira sofreguidão quando passo a fazer reflexões sobre tudo que passei e venho passando na vida. Busco caminhos seguir, mas ainda não tive a devida sabedoria de como encontrá-los. Acho que ainda não chegou o momento para que eu venha a tomar uma decisão de verdade sobre o que da vida fazer.
                   Tenho pensado, já numa idade um tanto quando avançada, se é que assim se pode considerar um quase sessentão, que já não sou mais tão jovem assim para ter mais ambição alguma na minha vida, mas se olharmos pelo lado otimista ofertado pela vida, a gente tem que lutar, como se a linha da nossa vida fosse a mesma de quando tínhamos somente tenra idade e a vida era recheada de esmeros, sonhos e esperanças. Na verdade, nem sempre temos o que queremos e nos contentamos com o que temos.
                   Na vida nem sempre vivemos satisfeitos com o que temos ou com o que somos. Sempre nos sentimos num vazio de que algo está incompleto e a vida não é nada perfeita como a imaginávamos ou sonhávamos quando no tempo de criança. Viver é difícil e a gente procurar inculcar com alguma coisa no decurso da vida, terminamos, talvez quem sabe, num divã de um psiquiatra qualquer para tentar buscar uma solução para os problemas dominantes e existenciais, que em muitos casos, são frutos de nossa própria criação, trazidos do mundo objetivo para o nosso eu subjetivista que nem mesmo por vezes somos capazes de termos a devida compreensão de nós mesmos, quiçá dos que estão próximos da gente.
                   Nesse emaranhado de mundo em nossa volta, na verdade quem realmente somos ou para que viemos para este mundo, hem? – A resposta pode está dentro de cada um da gente, ou pode está bem próxima e não a vemos, por isso mesmo, pela incerteza da vida, pela falta de um maior equilíbrio é que vivemos sem saber para ou para qual finalidade viemos para o mundo. Dentro desse contexto de complexidade da vida, é que buscamos na reflexão uma saída, que nem sempre a encontramos como queremos, mas que de certa forma tem que existir, disso não se pode ter a menor dúvida.
                   Queria fazer de minha vida, um meio de modificar as coisas, melhorar o mundo e principalmente, a mim mesmo. Não posso dizer que vivo satisfeito com essa vidinha medíocre em que vivo, mas só posso dizer que é a vida possível de se viver. Portanto é que, buscar nas verdades, na lealdade, na fidelidade e na compreensão, uma forma de dar uma direcionamento a vida, já se pode dizer uma luz de bom tamanho a nos guiar o verdadeiro sentido do viver.

Nenhum comentário: