SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

O QUE SERIA BUÍQUE, SE TIVESSE SIDO GOVERNADO POR PESSOAS BEM INTENCIONADAS NESSES ÚLTIMOS ANOS?


  Infelizmente a nossa terra em questões políticas, e isso não é mérito exclusivo somente de nós buiquenses, mas acontece noutros lugares também, tem complexo de coitadinho, maior abandonado e que está em desgraça e termina assim, fazendo as suas piores escolhas para virem a ser nossos líderes dirigentes políticos ocasionais, que terminam por prejudicar ferozmente, como de fato tem prejudicado, o nosso real desenvolvimento.
  Trocando no varejo, o que pretendo demonstrar, é o fato de que, se nesses últimos, digamos assim, 30 anos, nossa terra tivesse sido governada por pessoas responsáveis, honradas e honestas, com toda certeza a nossa economia eminentemente rural, apesar dos constantes ciclos de seca, seria diferente e nossa cidade, se tivesse havido mais cuidado e responsabilidade para com ela, com toda certeza panoramicamente, seria um cartão postal de verdade e não esse retrato em preto e branco que ora se apresenta, como simbologia do atraso de um município que foi dominado por cobras criadas, que antes de olhar para o interesse coletivo, buscaram mais nos próprios interesses, fazer manobras espúrias para tirar indevidamente o que ao povo pertencia e pertence, como ainda irresponsavelmente vem acontecendo. Eles durante esse período, salvo rara exceção, tiraram mais para os seus apetites particulares, do que propriamente aplicarem os recursos públicos nos destinos para os quais foram planejados e por isso mesmo, impediram o nosso desenvolvimento econômico e social de todo o nosso povo. Não que tudo pudesse ter sido resolvido, mas pelo menos se tivesse havido honestidade, moralidade e honradez em nossos dirigentes políticos que passaram e os que aí estão, com toda certeza seríamos um Município de primeiro quilate, um brinco de ouro maciço e não essa caricatura de desenvolvimento que se nos apresenta, se é que assim podemos ainda tratar.
  Querem exemplos? – Basta olhar para a nossa zona rural, em que nossa base econômica está neste setor montada, em que não existe sequer secretaria municipal de agricultura; um programa voltado para as agricultura e pecuária familiares, sequer existe os devidos cuidados com nosso povo rural, e as vias de acessos da população rural, que representa em torno de 70% de nosso município, estão praticamente abandonadas; aguadas não são construídas ou desobstruídas as que existem, inclusive, de 1,2 milhões de reais que vieram para à zona rural, para perfuração de poços artesianos, ninguém sabe direito como foi parar esse dinheiro ou se foi aplicado, ninguém sabe como e quem foram os beneficiários. O que se sabe e aqui não é uma colocação oficial, mas com base em informações da boca do povo, que veio dinheiro para perfuração de 30 poços artesianos, ao preço de 28 mil reais cada um, que na verdade, é extremamente exorbitante, quando se sabe, que para perfurar um poço artesiano todo montado, o custo não chega a cerca de 10 mil reais. Quer dizer, o dinheiro que veio para perfurar 30 poços, daria para triplicar esse número para 90. Agora se pergunta, e essa sobra dos 18 mil reais, aonde é que foi parar, hem minha gente? – Gostaria que houvesse uma prestação de contas dos responsáveis envolvidos para explicar a mágica de perfurar um poço artesiano aqui em Buíque, pelo valor de 28 mil reais! – Quem se habilitar a dar explicações? – Cadê a obrigação do Legislativo, de nossos vereadores, que não dão um pio sequer com relação a esse tipo de descaso? – Será que existe poços perfurados para alguns deles para calarem à boca ou para alguém ligado ao atual governante! – Acredito que esses poços artesianos, deveria ser objeto de uma investigação federal, por se tratar de recursos federais.
   E por qual razão, com o potencial turístico que temos, não saímos do zero, hem? – A chamada estrada do turismo, um pequeno trecho de 12 km, de Buíque ao Vale do Catimbau, que enganosamente foi usada como trampolim político em 2012, quando vai de fato sair do papel? – Isso é uma incógnita que ninguém sabe responder, porque não existe um cronograma determinado até o ano de 2020. Então com mais uma medida dessas, uma promessa inócua e eleitoreira, o turismo permanece na estaca zero, onde poderia ser melhorado, acaso houvesse mais empenho do poder público municipal, que nada tem investido nessa importante área de geração de empregos e renda para o nosso município, que mesmo assim, diante de tanta precariedade, ainda semanalmente recebe turista de todas as partes do Brasil e do mundo.
  Ano que vem é mais um ano de eleição. As unhas já estão começando a serem mostradas. Os cangaços, os esqueletos das obras de cal e barro, estão aí paralisadas desde a última eleição, em 2012 e, como ano que vem é mais um ano de eleição, com certeza o atual gestor para tentar engabelar mais uma vez ao nosso eleitorado, vai concluir algumas gambiarras pontuais, asfaltar algumas ruas para tapar os inúmeros buracos que existem na cidade, fazer mais algumas promessas mirabolantes que jamais serão cumpridas e, se nosso povo tiver um mínimo de consciência, jamais votará no candidato que ele apresentar, porque estará dando um atestado de que é um povo que adora mesmo viver apanhando na base do dolorido cipó de boi e esta é a realidade em que vivemos, e de que não tem memória, tampouco lembra da dor da última surra que levou. Buíque minha gente, recebe mais recursos do que Arcoverde e nossa vizinha hoje, é um brinco e por qual razão a gente não sai da estaca zero, hem? – Culpa de quem? De nosso povo em ter escolhido nesses últimos 30 anos, só políticos oportunistas que entraram pobres na prefeitura, saíram ricos e muitos terminaram ou estão na miséria, porque como diz o adágio popular, “tudo que fácil se consegue, da mesma forma desaparece como fumaça”, ou melhor, “tudo que é mal adquirido por si só se destrói”, e esta, indubitavelmente, é a mais pura realidade. A questão maior é que até agora nosso povo ainda não aprendeu a lição, não soube escolher e precisa urgentemente acabar com essa síndrome de ajudar coitadinho, porque de pilantra fingido de coitadinho, nosso mundo está de saco cheio e não dá mais para aguentar ou sentir pena de político que na vida o que só aprendeu é fingir e enganar todo um povo.

Nenhum comentário: