SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

segunda-feira, 2 de maio de 2016

TODOS SÃO LIVRES PARA OPINIAR E FAZER SUAS ESCOLHAS, AGORA, NUNCA FUI E JAMAIS SEREI MOLEQUE DE RECADOS DE NINGUÉM, MUITO MENOS DO ATUAL PREFEITO



      Ora, quem mais de perto conhece o atual prefeito sou eu e meus filhos, que convivemos juntos por alguns anos, principalmente num certo período, lá por volta do ano de 2000 a 2004, e por essa razão, por conhecê-lo de perto, é que sempre tenho dito, que nele ou quem ele apontar como candidato à sua sucessão, jamais votaria em hipótese alguma, em qualquer um dos dois. Primeiramente, por condições óbvias de quem, conhecendo-o de perto, tendo ajudado a levantá-lo, colocá-lo no poder e, com o poder na mão, foi que viemos, eu e meus filhos, a conhecê-lo de verdade, então, o que a gente imaginava que eram meras brincadeiras de farras no Recife, no Internacional, no Parque do Cordeiro, na Feira da Madalena, no apartamento de minha irmã, em minha própria casa, imaginava que tudo não passava de brincadeiras de criança, meninote que ainda estava amadurecendo na fase juvenil, mas não, foi ter o poder em suas mãos que a personalidade verdadeira do jovem, veio realmente a se revelar, então conhecendo-o como o conheço, jamais teria a capacidade, a vergonha na cara, de votar nesse elemento de forma alguma e isso, é extensivo à minha família dos “Modestos”, que estão do meu lado. Quanto à outra parte, é uma questão de liberdade de escolhas. Só espero que me respeitem, como da mesma forma, estou a respeitá-los.
       Em segundo lugar, conhecendo o atual prefeito como o conheço e pela traição e covardia que ele nos fez e ao nosso povo, não há como votar em uma candidatura por ele apresentada, porque tenho até asco em encontrar com ele, busco até desviar quando eventualmente, porventura, ele tende a aparecer em minha frente, razão pela qual, não poderia, eu e meus familiares, votar em alguém apresentado por ele de forma alguma. Não estou dando satisfação do meu voto a ninguém, porque sou livre para voar, como sempre fui. Eu não era bom, correto, leal, quando estive do lado dele, porque serei diferente agora? – Para mim pouco importa o que venham dizer ou falarem de minhas opções políticas, porque não estou atrelado obrigacionalmente a ninguém, porque nunca tive e jamais terei rabo preso com quem quer que seja, a exemplo de uma pequena horda que ao seu redor, está saqueando Buíque e tornado nosso município cada vez mais piorado, sem sequer pensar nas carências e necessidades do povo mais humilde. Existe gente dessa “rodinha”, que aparenta exteriormente um montante de riqueza, além da contrapartida financeira adquirida como servidor público eventual, então o que se pode supor que está havendo com o erário, hem minha gente? – Além de um Município acabado, uma verdadeira terra arrasada, vão deixar o ente público completamente quebrado.
       Fazer escolhas políticas em Buíque não é fácil. Queria ser pré-candidato a prefeito, mas sei de minhas limitações em termos de votos, das minhas condições financeiras, da falta de apoio de sequer um pequeno grupo de pessoas, para o enfrentamento de uma terceira via inglória aqui em Buíque, onde como sempre tenho repetido, que o que predomina em nossa terra ainda, e isso vai se tornar um vai-e-vem infindo, uma política bipolarizada de apenas duas vias e, numa terceira via, é fazer o mesmo que Rita de Zé de Né fez, ter apenas frustrantes 300 e poucos votos e isso, não quero para mim. Achei edificante a coragem dela, mas não me passaria para ser apenas uma candidatura para ficar como uma piada na história política de nossa terra. Outra mais, quem tem nas veias o sangue político, como eu tenho, afinal venho da linhagem do meu tio-avô, Padre João Ignácio de Albuquerque, primeiro prefeito de Buíque republicano, que governou Buíque até 1.904, razão pela qual, por essa verve que queima às minhas veias, é que não posso ficar omisso, neutro, votar nulo ou em branco. Por essa razão, não há como não fazer uma opção e, ficar calado nunca foi o meu papel político em minha terra.
      E dentro dessa linha de raciocínio, é que optei ficar com a candidatura oposta a qualquer uma que viesse a ser apresentada pelo atual prefeito e, com o intuito de impor uma acachapante derrota, é esse o meu maior desejo e para isso, não vou medir esforços para arregaçar as mangas e trabalhar, porque não voto por dinheiro, à troca de negociata qualquer ou por uma futura premiação ou participar de qualquer conluio para roubar o dinheiro público, isso foi um papel ao qual nunca me prestei, nem na época que apoiei esse rapazote, tampouco o farei seja lá quem for o meu candidato. Vou lutar por meus ideais e naquilo que sempre acreditei, inclusive, como critiquei o atual prefeito mesmo antes dele assumir em 2009, embora in off, não terei a menor cerimônia de criticar qualquer um, desde que não faça as coisas como manda o figurino público, no trato do erário como deve ser, é assim que sempre agi e será assim que sempre agirei.
      Pretendo não pleitear uma candidatura majoritária, mas estou aí com o meu nome colocado à disposição numa pré-candidatura proporcional, de vereador, que com uma tribuna legalizada, quem sabe, poderei colocar em prática as minhas ideias e por elas lutar como sempre fiz sem ter tribuna alguma, apenas a minha coragem de lutar e isso, se chegar a ser eleito, com toda certeza vou fazer, e se acaso fizer diferente, renuncio ao meu mandato, porque se não for para fazer o que sempre idealizei em termos de ideais políticos, e defender o meu povo de Buíque, então melhor será não assumir uma cadeira de vereador, inclusive defendendo tudo aquilo que venho defendendo como bandeira de luta e disso não vou abrir mão de forma alguma, podem me aguardar! – Tem mais, vou levantar as bandeiras que venho levantando ultimamente e essa será o pontapé inicial de minha luta, para que possamos mudar àquela Câmara de Vereadores, de cabo à rabo, porque do jeito que está, não pode jamais continuar com as mesmas caras-pálidas de sempre.

Nenhum comentário: