SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

sábado, 28 de janeiro de 2017

DONALD TRUMP, SERÁ QUE ELE É O CEIFEIRO DO APOCALIPSE MUNDIAL!?


    A democracia, com todas as suas imperfeições que podem aparentar, como de fato, na prática não funciona muito bem, ainda assim, é o melhor regime a ser adotado por qualquer sociedade jurídica e politicamente organizada. Sem democracia, mesmo que tímida, deixa de existirem as liberdades individuais e coletivas, de imprensa, de ir e vir e todo tipo de mazela que possa vir a afetar de morte a vida de qualquer cidadão ou cidadã. 
    A democracia vem da Grécia Antiga, e significa, na sua origem, DEMOS = POVO e KRATOS = PODER, quer dizer, o PODER QUE EMANA DO POVO. Na evolução do termo, hoje quer dizer, que o estado sedimentado nos primados da liberdade e do direito, é o poder que vem do povo, para o povo e pelo povo. Na prática, nem sempre funciona dessa forma, mas é assim mesmo que se apresenta um regime democrático de governo, do qual os Estados Unidos, sempre se intitularam a maior democracia do mundo e o país das oportunidades, fato que sempre foi desmentido na prática, porque jamais deixaram de ser um país discriminatório, segregacionista, racista e a palmatória do mundo, é esta, pois, a dura realidade de um país que quer mandar no mundo todo, como se fora império único a dominar o restante do planeta. É assim que eles imaginam e pensam, até o ponto de que, apesar de exploradores de todos os lugares do mundo com os seus tentáculos capitalistas, ainda assim, não se conformam.
  O hilário em tudo isso, é se dizerem a maior democracia do mundo, somente da boca para fora, porque nunca se viu numa democracia, quem tem mais votos populares, ser derrotado numa eleição, como ocorreu nessa última, em o megaempresário Donald Trump, mesmo com uma derrota nas urnas, mesmo assim, foi eleito o presidente do país dos galegos, que agora, com a sua pregação discriminatória e divisionista, está colocando as suas mangas de fora, embora todos já tivessem conhecimento de suas estabanadas ideias ultradireitistas, querendo impor ao mundo a sua ideologia de ainda mais buscar ser odiado pelo mundo todo, a ponto de vir a erigir em tempos pós-modernistas, um muro da vergonha, para dividir o seu vizinho, o México, de suas fronteiras, como se esse país, fosse o responsável pelos tantos desmantê-los que existem em seu país, a ponto de responsabilizar os latinos pelo baixo número de votos populares, inclusive chegando a mandar tirar da Casa Branca, traduções de algumas indicações do espanhol, dizendo "quem quiser ler o que está escrito, que aprenda o inglês". Sinceramente, com essa mentalidade tresloucada e radical, o que se esperar de um cidadão dessa natureza!?. Por último, numa solenidade pública, em que uma fila que passava cumprimentando-o, só aos brancos ele estendeu a mão, porém, quando foi a vez de um negro, ele não o cumprimentou, fazendo voltar as ideias discriminatórias racistas, que ainda fervilham nos corações e mentes dos negros americanos e, a continuar dessa forma, ninguém sabe aonde esse país vai desembocar.
   Além do muro da vergonha, que foi construído no período da Segunda Guerra Mundial entre as duas Alemanhas, que chegou a ser derrubado após a derrocada das URSS, eis que agora esse mesmo muro, que tanto foi combatido pelos próprios Estados Unidos, volta agora ao inconsciente coletivo daqueles que por algumas décadas, foram vítimas de irmãos separados por uma muralha, a pretexto de preceitos ideológicos e de diferenças, o que não pode persistir no mundo moderno atual. Também há de se argumentar, que não será somente esse muro visível que virá à mente de milhares de pessoas, mas outros invisíveis dominarão corpos e mentes, principalmente de países subdesenvolvidos que serão atingidos por essa mentalidade amalucada desse galego, que está brincando com o ser humano, principalmente entre guetos extremamente capazes de vir a tomar medidas drásticas e perigosas contra os próprios Estados Unidos e, na verdade, quem vai pagar pelo pato, não é esse galego nojento, mas sim, muita gente simples e humilde é quem vai pagar, em face dessa pesada palmatória do mundo, que esse imbeciloide quer impor ao planeta, como se a população mundial fosse uma mera cobaia desse perigoso psicopata mundial. Trump, com certeza, será o ceifador do apocalipse que poderá advir com as suas ideias extremadas, já sendo colocadas em prática e com isso, há muito a se perder. Quem sabe se não vem por aí uma terceira guerra mundial, hein!?

Nenhum comentário: