SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

domingo, 29 de janeiro de 2017

ESPAÇO POEMANDO - CHEGANÇA DA CALMARIA


Antes em mar revolto
O vento ia e vinha
Hoje no desconforto
De um tempo que já definha.

Momentos bons que se foram
Como águas de um rio a jorrar
No infinito desapareceram
E agora só restar lamentar!

Protestar não adianta
Tudo é milimetrada
Porque dantes vicejante planta
Encontra-se dilacerante e mofada.

Áureos tempos libertos
Em águas jorrantes da fonte
Tudo estava em lugares certos
E hoje parado, inerte e estonte.

Qual na vida que invade
O peito que lento se encontra
 E não adianta alarde
Tampouco fazer-se de contra.

Urge o tempo sempre em frente
A cada minuto sem parar
E não há quem chegue e invente
Uma fórmula de tudo sobrestar!

O que era puro e belo
Vai ligeiro se esvaindo
Não mais sequer um apelo
Tudo está se decaindo.

São os tropeços deste viver
Não adianta espernear
Mesmo insistindo no querer
Só tem um destino a esperar.

E nesta curta vivência
Temos que nos conformar
É a chegança da calmaria
Não adianta mais se chorar!

Estrelas cadentes
Caem do Céu sem brilhar
Melhor viver como indecentes
Do que cintilantes vir a lamentar.

Nenhum comentário: