QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

sábado, 20 de setembro de 2014

A RAZÃO DO SER E DO EXISTIR, A TORMENTA QUE NOS ATORDOA, NOS FAZ SOFRER E QUE NUNCA VAI PARAR NO QUESTIONAMENTO DA ORIGEM DA HUMANIDADE DO SER E DO PARA QUE.

A RAZÃO DO SER E DO EXISTIR

        Fico por vezes conversando com meus botões, digladiando no espaço infindo, na sofreguidão existencial que atormenta a vida de cada um de nós seres humanos e indagando sobre o porquê da razão do ser e do existir. Muitas respostas me vem à mente e por vezes, não sei realmente definir dentro de uma realidade fática, sobre a causa de nossa existência e a razão para que tudo isso veio à vida e com qual finalidade. Qual a razão da existência de toda a humanidade e da minha própria, indago, sem entretanto obter uma resposta nítida e clara, mas para que tudo isso exista realmente, alguma razão plausível deve de fato existir, senão para que tanta gente nascendo, tantos findando por terminar o seu lapso temporal do ponto limitativo do viver? - Será que o mundo teria sido diferente sem a minha existência, que para vir à ver o brilhar do sol e dar o primeiro respirar, tive que brigar com mais de dois bilhões de concorrentes, então que mistério é este a nos envolver nesta nossa vida, fico a me questionar e à olhar em minha volta sobre o que existe, o que tem vida própria e que é objeto inanimado. São coisas e questionamento envoltos por grandes mistérios que até hoje ninguém foi capaz de apresentar uma lógica convincente sobre a nossa existência e razão desta.
        Evidentemente que não estamos aqui por acaso, mas também, acredito que não viemos como muitos procuram através de suas convicções, dar as suas devidas explicações para esta razão do ser e do existir. Outra observação que me vem à tona, é o fato de que, nasce mais seres humanos, do que propriamente morrem, se embocando para um mundo cada vez mais habitado e cada povo com as suas crises quer por questões humanitárias, quer por eventos inesperados provocados pela própria natureza em suas adequações geofísicas e geográficas e assim, na verdade, ninguém, por mais apronfundamento que tenha nos estudos, nos conhecimentos, não foi capaz de explicar como realmente tudo veio a surgir neste Planeta Terra, isso porque, há de se acreditar, que se vivemos numa galáxia e se, nesse espaço infinitesimal ilimitado e sem fim, muitas outras existem, há de se supor que outras formas de vida também hão de existir, porque não se justifica a vida somente neste Planeta em que vivemos. As explicações de muitos, são inexplicáveis para outros tantos e assim, nessa discordância do ser, do existir, de onde viemos, para onde vamos, é que justamente nos deparamos com o ceticismo de questionamentos vários e não chegamos na verdade a obter resposta alguma, que venha a nos convencer de verdade.
        Como seres humanos vulneráveis, sofremos como os demais sofrem. Buscamos soluções as mais razoáveis possíveis para resolvermos nossos problemas existenciais, mas em muitos casos, não encontramos uma solução preordenada e por isso mesmo, é que em nossas vulnerabilidades da alma, nos envolvemos em nossos interiores de fragilidades incontáveis e que, em muitos casos, diante de tantas incompreensões, não chegamos a encontrar uma solução pronta e jamais a vamos encontrar, uma vez que, com uma intensificação populacional cada vez mais fora do controle, não há como resolvermos nossos próprios problemas, quiçá da humanidade, que nas suas próprias contradições de vida, não sabe sequer a razão do ser e do existir. Há de haver alguma explicação possível, alcançável, mas acredito, que jamais vamos ter uma explicação verdadeira e passível de vir a ser aceita por todos, isso porque, pela própria natureza humana, somos frutos de nossas próprias contradições de vida, em que o próprio nascimento de cada um de nós, já se pode dizer um grande ato de heroísmo, em que de uma fagulha infinitesimal nos transformamos no que somos, só não sabemos em muitos casos, o para que, o para onde e a razão de ser e do existir, daí o conformismo dogmático de muitos, que assentados e fundados em suas crendices, tem que aceitar o mundo como ele é, com tudo estar, porém sem nada questionar, daí porque do meu, do seu e do sofrimento de muitos de nós, que por alguma razão, vivo, viemos a fazer vários questionamentos inexplicáveis que povoam nossos corpos e mentes.

Nenhum comentário: