SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

COMO SE EXPLICAR O MAIOR ESTADO BRASILEIRO, SÃO PAULO, ENTRAR EM COLÁPSO TOTAL?



    O estado de São Paulo, por ser o mais rico de nosso país, também é o que acumula maiores problemas. Por seu turno ainda, é lá que se arrecada mais dinheiro a título de impostos, só perdendo mesmo para à União.
  Os problemas desse estado não são de hoje, já pude percebê-los desde que lá vivi na década de 60 para início da de 70. A existência de uma gama de problemas era uma realidade difícil de ser debelada, já naquele tempo, imagine nos dias atuais, em que a população praticamente quintuplicou. O que era uma média de 6 milhões de habitantes naqueles idos, hoje representa mais de 20 milhões só na cidade de São Paulo. O problema de trânsito era tamanho que se implantou o metrô, que era um tipo de transporte coletivo por baixo do chão e percebi o início das obras, na avenida da Liberdade e na praça de Sé, quando se começavam a fazer os primeiros grandes buracos e a implosão dos primeiro edifícios para construção da estação desse novo e inovador meio de transporte na época. Era uma solução para o problema do transporte na época, mas nem chegou a resolvê-lo, tampouco deixou de existir e na atualidade é um dos grandes problemas cada vez mais cruciante para uma população que vem num crescendo demograficamente fora de controle, a ponto de não se saber o que fazer com tamanhos problemas.
  Cada estado da federação, tem em maior ou menor grau, os seus problemas, mas São Paulo, com certeza é o campeão brasileiro, mas por outro lado, é o mais rico do país e não deveria se encontrar nessa situação de calamidade pública em que se encontra, mas pela incompetência de seus governantes, está numa situação em que o atual governante, que já o foi por vários mandatos, parece não saber como controlar a situação paulista. Evidente que a falta de controle nos grandes centros mundiais, a exemplo de Nova Iorque, Buenos Aires, entre outros grandes centros, são praticamente inadministráveis, mas em alguns deles, existem mais controle, o que não vem acontecendo no estado de São Paulo, a ponto de se chegar a fechar escolas públicas e de se demitir professores, como vem fazendo o governo do tucano Geraldo Alckmin, sem maiores explicações. Se fosse do PT, a lenha estava comendo no centro, mas como é do PSDB, pelo visto, a grande mídia não está dando muito destaque à calamidade pública de São Paulo, principalmente de sua capital.
  O problema do desemprego sempre existiu desde àquela época que lá vivi e veja que já dista uma média de mais de quatro décadas, onde junto com outros companheiros nordestinos daqui mesmo de Buíque, a gente andava à pés feito bode embarcado e não conseguia um emprego seja lá de que fosse, imagine nos dias atuais! A crise em São Paulo nunca deixou de existir. Pior agora, é a crescente falta de água potável, em que os paulistas que se ufanavam da questão de seca e morrer de sede, era coisa só de nordestino, “baiano cabeça chata”, como eles sempre preconceituosamente nos trataram e ainda o fazem do mesmo jeito, estão enfrentando o mesmo problema na própria pele.
 O estado cresceu, agigantou-se cada vez mais, de forma incontrolável e a capital, com o avanço tecnológico, se tornou praticamente intransitável, tendo que enfrentar muitos problemas de trânsito, afora o caos que impera naquela grande metrópole, como vem correndo em tantas outras, mundo afora, mas São Paulo, se bem gerida, com toda certeza era para está em melhores condições do que as que se encontra no momento. Se o PIB desse estado é o maior do Brasil e lá se produz tantas riquezas, é lamentável que o fosso da pobreza seja bem maior do que no resto do Brasil, isso porque a renda ainda é muito concentrada em uma minoria de privilegiados, a ponto do governante tucano está tomando medidas não contra as grandes fortunas, mas sim, contra os pobres e necessitados daquele estado, que são quem precisam de escola pública de qualidade, de emprego para manter suas famílias e de o mínimo de condições de vida para se viver. Ir para o estado de São Paulo na atualidade, é uma miragem, uma via crúcis de quem ainda sonha em encontrar dias melhores naquele estado. Melhor sofrer aqui mesmo em nosso Nordeste, do que num estado que nunca olhou com bons olhos para nós que sempre nos viram enviesadamente com olhares preconceituosos de inferioridade, quando na verdade nada temos a dever a eles, principalmente na produção cultural e na intelectualidade, além de também as nossas próprias riquezas econômicas. São Paulo, banana para vocês, viu! Geraldo Alckmin, aprenda a governar, já que foi governante por vários mandatos! E se fosse presidente da república, como não estaria o Brasil, hem?

Nenhum comentário: