SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

sábado, 24 de outubro de 2015

CPMF? – SERIA A FORMA MAIS JUSTA DOS RICOS PAGAREM MAIS IMPOSTOS E NÃO SONEGAREM TANTO!



  Estamos vivendo mais uma crise de desajuste econômico-financeiro em nosso país. Para mim, não é novidade nenhuma, porque já vi noutros idos, circunstâncias bem piores vividas por nossa população brasileira e de alguma forma, tiramos de letra. Não fosse a corrupção desenfreada e a sonegação fiscal escancarada, principalmente das classes mais ricas deste país, quem sabe as coisas estariam mais equilibradas, o crescimento econômico com geração de empregos e o PIB (Produto Interno Bruto), com certeza estariam crescendo a pleno vapor.
   Digo com todas as letras, que logo num primeiro momento, não era favorável à criação da CPMF, mas indo mais à fundo numa análise mais aguçada, cheguei à conclusão, que esse tipo de empréstimo forçado à população em conceder uma espécie de empréstimo compulsório à Nação, na verdade não passa mesmo de mais uma alíquota fiscal paga pelo contribuinte, que viria a ser uma das formas mais justas, de isonomicamente buscar se diminuir a sonegação fiscal, principalmente das classes sociais mais ricas, por que na verdade, o assalariado, quem não tem conta bancária, movimentação financeira de qualquer espécie, não seria jamais atingidos por esse tipo de imposto compulsório.
   Agora a questão maior, é o fato de que, o PT que antes era contra, quando a CPMF foi criada no governo de Fernando Henrique Cardoso, agora é a favor e por incrível que pareça, os mentores e introdutores principais desse imposto compulsório, hoje são radicalmente contra, o que nos leva à descarada hipocrisia existente no meio político, o que implica em dizer que, se o calo doía no tempo em que uma facção era governo, a introdução no meio fiscal do imposto compulsório em movimentações financeiras, era imprescindível, mas na fase atual, já que quem está na oposição sempre busca ser contra a tudo e a todos, o imposto não é justo e só vai mesmo sobrecarregar a tão pesada carga fiscal existente em cima do “trabalhador”, o que não é bem verdade, porque quem vai pagar mais essa espécie de tributação fiscal, será justamente quem tem dinheiro e se vê obrigado e ter constantes movimentações financeiras de seus polpudos ganhos, por isso mesmo a grita de muitos parlamentares que só detém um mandato mesmo, com a ajuda desses grandes impérios e ricaços brasileiros, por isso mesmo a repulsa de muitos. Agora, vamos deixar de descaramento, mau-caratismo e hipocrisia, por que em se implantando a CPMF, quem menos vem a ser penalizado será o trabalhador que ganha um salário mínimo e recebe através de uma conta bancária. Esse pessoal e quem não tem o devido conhecimento, deveria ou se inteirar mais à fundo das coisas, e quanto aos políticos que são contra, deveriam mesmo era criar vergonha na cara.
   Na minha particularizada opinião, a volta da CPMF seria a forma mais justa de isonomicamente, os mais ricos pagarem como deveria os seus impostos, por que quem mais ganha é quem mais vai pagar, em face da incidência sobre movimentações financeiras, e o pobre coitado do trabalhador que vive na dependência de um salário mínimo, em que esse imposto viria a afetar, hem? Por seu turno ainda, a sonegação fiscal que é bem maior do que a arrecadação, com toda certeza viria a diminuir, por que quem tem grandes movimentações financeiras, não terá como fazer malabarismos para escapar das garras do fisco. Então nada mais justo do que a volta da CPMF para debelar a atual crise e que de certa forma, não deveria ser um imposto temporário, mas sim, se tornar de vez permanente, isso em favor dos menos favorecidos deste País e forçar mais de uma vez por todas, aos ricos e poderosos e paragem como deveriam, o que indevidamente buscam surrupiar da Nação brasileira através da sonegação fiscal, que na realidade é bem maior do que a arrecadação, esta é uma verdade que muitos teimam em não perceber ou então buscam fazer ouvidos de mercador, para o que lhes for mais conveniente. Há alguns dias passados, tirei uma foto de uma placa luminosa, que indicava o nível de impostos que estava sendo arrecado no Brasil, mas pensei com os meus botões, por que também não colocam uma placa no mesmo formato, um sonogonômetro, indicativo da sonegação fiscal no Brasil, quem vem a ser bem maior do que realmente se arrecada a título dessa tão pesada carga tributária, que muitos dizem ser insuportável, hem?

Nenhum comentário: