SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

É JUSTO BUÍQUE TER 15 VEREADORES?



   O que os vereadores buiquenses fizeram, ao aumentarem na surdina, nas caladas da noite e na base da moita, o número de vagas, de 13 para 15, usando de mau-caratismo político-legislativo, e descarada falta de compromisso com o nosso povo buiquense, sem ter dado nenhuma satisfação ao povo, será que isso é defender os interesses desse próprio povo que de alguma forma os elegeu? – Podem até se fazer maracutais se usando de meios duvidosamente legais, mas até que ponto tudo isso que vem acontecendo em Buíque, pode ser considerado eticamente, dentro da boa política, correto? – Nosso povo merece sempre levar rasteira por quem deveria bem lhes representar?
   Pior é querer passar tudo isso como se moralmente estivessem corretos, certos e que o aumento das vagas irá melhor representar a nossa municipalidade, já que houve um crescimento demográfico populacional, o que na verdade, é a mesma coisa que tentar enganar o besta do eleitor ao procurar numa feira de mangaios, vender gato por lebre. Se isso fosse verdade, no momento em que aumentaram de 09 para 13, o nível de representatividade teria melhorado, entretanto, muito pelo contrário, o que fez mesmo foi piorar.
   Votam o que bem, e quando bem querem e bem entendem, desde que seja matéria ou de seus próprios interesses ou do Executivo, que muitos chegam até, de acordo com comentários correntes perante à população, a receber favores e propinas em troca de seu voto, principalmente de leis que vão de encontro aos interesses populares, a exemplo de uma lei de aumento de tributos incidente sobre a ocupação do solo urbano, o que chegou a gerar muitos transtornos perante à população e ainda querem ter razão! – Será que pode?
  Pior é a briga de foice que é a eleição da mesa diretora, que malandramente a eleição que ocorria no ano anterior a um novo biênio legislativo, passou a ser no mês de junho do ano anterior, manobra feita para se tentar diminuir o gasto de compra de votos dos próprios pares para não aparecerem as malas de dinheiro de última hora, mas que isso, de nada adiantou e as “malas pretas” continuam em evidência do mesmo jeito, a ponto de candidato ter entrado com sete de seus pares em plenário, se sentido eleito presidente da mesa, para dirigir a mesa vigente e saiu no final de contas, com seis dos sete vereadores garantidos. Quer dizer, eles traem até mesmo seus próprios pares, que dirá o povo buiquense! Isso é mau-caratismo ou não? O eleitor sim, é que vive eternamente enganado por esses párias dos quais muitos do povo livre e consciente tem mesmo é vergonha, esta é a verdade.
  A questão ora levantada sobre esse número de vagas, é legitimamente correta, desde que, se tem a Constituição Federal e a Lei Orgânica do Município, que dá esse direito inalienável do próprio povo, de apresentação de projeto de lei de iniciativa da soberania popular e até isso, eles querem castrar de nosso povo, como se este na verdade, valor algum tivesse, só mesmo na hora do voto, ou porque quem foi eleito, comprou o voto de muitos dos eleitores à peso de ouro e quando se está aí na rua se buscando meios de se rediscutir os rumos de nossa política, eles estão procurando meios espúrios de desacreditar o movimento e de alguma forma, tentar cercear o pleno exercício de a sua soberania, e mascarar a verdade de que o poder emana do povo e em seu nome deverá ser exercido e por isso mesmo, é que como se fora um Dom Quixote, a luta vai continuar até que um dia o nosso povo adquira a devida consciência de poder dar um basta a toda essa série de desmandos que vem ocorrendo em nosso Município, esta é a razão maior de toda a discussão posta, que as figuras pardas que até agora, o que sempre fizeram foi dar rasteiras no povo, e não disseram a que vieram de verdade.

Nenhum comentário: