SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

QUE MORAL TEM ESSE DEPUTADO CUNHA DE ACATAR O PEDIDO DE IMPEACHMENT DA PRESIDENTE DILMA, SE ELE MESMO TAMBÉM NÃO FOR ALVO DA CASSAÇÃO DA MESMA FORMA? – AFINAL COMO UM CONGRESSO DE ACHACADORES PODE CASSAR QUEM LEGITIMAMENTE FOI ELEITA PELO VOTO POPULAR?



    Nunca se viu tanta bandalheira neste país, quanto as que estão aparecendo no momento político atual, embora esta sempre estive embutida noutros governantes passados. Isso não se deve a nenhum passe de mágica não senhor!, mas sim, às próprias circunstâncias do momento, da indignação popular, que vem cobrando cada vez mais das autoridades e o fato de que, a Polícia Federal, tendo ganho mais autonomia nos governos de Lula e Dilma, com certeza vem descobrindo os tantos podres que nunca deixaram de existir neste país das maravilhas das roubalheiras.
   Agora convenhamos, que ninguém é asno o suficiente, para tentar engolir essa manobra de alguns políticos, advogados e pessoas privadas, de que algo bem maior existe por trás desse pedido de impeachment protocolado nesta quarta-feira e aceita justamente, por quem? Pelo Eduardo Cunha, o político carioca mais desqualificado nesse Congresso Nacional de achacadores, para receber, e não mandar arquivar, esse 17º pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Qual é a moral desse deputadozinho de merda, da malandragem carioca da gema, tem para vir a acatar tal pedido, quando ele mesmo está sendo fruto de investigação pelo STF e pelo Ministério Público Suíço, por lavagem de cerca de 5 milhões de dólares, podendo da mesma forma perder o seu próprio mandato, o que seria oportuno, principalmente por ser um dos tantos achacadores de nosso Congresso Nacional, que é considerado um dos piores dos últimos tempos da política brasileira. Então deputado Eduardo Cunha, você não tem moral alguma para ser o timoneiro de levar adiante um pedido de impeachment de ninguém, muito menos da primeira mandatária da Nação!
   A gente tem que ficar a se perguntar, afinal de contas que país é este, minha gente? – Claro que essa corrupção desbragada tem que se ter um breque de vez, mas não é com o impeachment da presidente ou com a prisão do ex-presidente Lula, que tudo isso vai acabar. Ninguém é trouxa o bastante para não saber, que o buraco sempre foi mais embaixo. É uma corja de corruptos querendo sujar outros e uns saírem limpos e outra leva, mais suja do que pau de galinheiro. Assim não dá para ser feliz nesse país das maravilhas de tantos contos da carochinha da política nacional.
   Pior são advogados do naipe de um Hélio Bicuto e Miguel Reale Júnior, se passarem de meninos jurídicos de recado, para se prestarem para esse papel ridicularizante. Digo e afirmo que, é porque eles pelos nomes que projetaram ao longo de suas vidas como famosos juristas brasileiros, não deveriam estar fazendo as vezes de meninos de recados para interesses obscuros que só estão voltados mesmo, só vem realmente, da lavra de outros corruptos políticos, de quem quer uma brechinha da iniciativa privada para alguma indevida vantagem tirar, do capital internacional, principalmente dos Estados Unidos e de grande parte da mídia nacional que é toda ela venal aos interesses internacionais, menos os nacionais. Daí não haver legitimidade jurídica alguma em mais esse pedido de impeachment contra a presidente da república que democraticamente foi eleita pela maioria de nosso povo.
   Sempre tenho dito e repito, nem mesmo o ex-presidente Fernando Collor, deveria ter sido cassado, porque quem vem a ser eleito pelo povo, como ser cassado por um Congresso Nacional composto por uma maioria de políticos picaretas, corruptos e ladrões, hem? Não dá de forma alguma mesmo, para acreditar que isto vem mais uma vez a acontecer no Brasil.
  Danado é ouvir do próprio Cunha, que existe “justa causa e indícios de crime de responsabilidade”, o que só vem a comprovar a sua sede de retaliação e de vingança, em face de ter por trás dele próprio, um processo de cassação de seu próprio mandato em andamento. Qual é a moral que Eduardo Cunha tem de presidir e colocar em votação esse pedido, para finalmente, vir a ser votado no Senado Federal, se ele mesmo está sendo processado para ter o seu mandato cassado? – Bem, só espero que esse pedido venha a ser abortado logo na Câmara dos Deputados, que tem que ser aprovado por 2/3, para poder seguir para o Senado, onde terá que ter o voto de 54, dos 81 senadores, para poder vir a ser cassada, o que acredito, não se chegará a tanto. Esse pedido caricato, e vergonhosamente por trás, juristas de renomado saber jurídico, não dá de jeito nenhum para ser engolido por quem vê na democracia a melhor forma de escolha e de destino de uma país, quer certo ou errado, mas tem mesmo que ser derrubado quem não se presta, pelo voto da soberania popular.

Nenhum comentário: