SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

POLÍTICA DE BUÍQUE DO REINO DE MOMO



     No embaralhamento em que se encontra, a política de Buíque, como já estamos acostumados, só vai se definir após o Reinado de Momo. E se não tiver reinado coisíssima nenhuma, e aí como é que fica?
     Bem, tudo na verdade está indefinido. Carnaval, que por algum tempo tivemos o melhor da região, já não mais se pode pensar. Foi um rio que passou, desaguou, não volta mais, em que atraia muita gente de fora, a economia de certa forma aquecia, casas particulares eram alugadas, mas hoje em dia, com o esfriamento da festa momesca, que em muitos anos só faziam grandes festas para surrupiarem dos cofres públicos, se foi de vez pro brejo. Reativar os grandes carnavais de Buíque, isso dificilmente acontecerá, e agora que tudo colocam a culpa em Dilma, apesar de também ter outros vilões, que pelo visto, ninguém desta terra está nem aí, as doenças viróticas provocadas pela Chinkungunya, Aedes Aegypt e Zica. Quer dizer, se tem todo tipo de justificativa para nada se fazer. Acaso venha a fazer, será do tipo da mesma gambiarra que fizeram ano passado, com nomes de bandas inventadas de última hora, mas mesmo assim, com um leque menor de beneficiários, fizeram um arremedo de carnaval.
   Claro que, por circunstâncias relevantes, muitas cidades turísticas, cancelarem os seus carnavais, porém o dinheiro que seria destinado para essa finalidade, serão aplicados em outras atividades de importância cabal para tais comunidades, mas aqui, nada se vê, principalmente no que se diz respeito em alavancar o nosso desprezado turismo, que seria um reforço importante como base econômica na geração de emprego e renda, mas pelo visto, ninguém está nem aí para porra nenhuma. Só se vê politiqueiros de meia tigela, buscando se acomodar em grupelhos, que só visam mesmo, continuar nessa mesma pisadinha administrativa, sem se ter um foco na condução séria, responsável e honesta de nosso município. Dos que pensam dessa forma, dificilmente teem a aprovação do povo, porque este mesmo povo pelo visto, gosta mesmo é de viver na eterna peia política e de preferência bem espessa e sem ao menos um óleo deslizante.
   Mas com carnaval ou sem carnaval, a caravana dessa nossa política nefasta, vai passando, chegando de mansinho como quem nada quer e com toda certeza, vai se acomodar aos poucos e, quando menos se esperar, o panelaço, o caldeirão da marmelada estará prontinho para mais um jogo político, que a não separar o joio do trigo, vai ser a mesma porcaria de sempre, pelo menos é isso que venho percebendo nessa roda de água viva, que passa, corre no seu c urso, mas sempre vai parar num mesmo lugar comum de sempre.
    Não era isso que queria para a política buiquense, mas como em tudo e por tudo, se está mais focado no portentoso volume de recursos que determinados candidatos venham a ter, ou mesmo daquele que pode fazer o uso da máquina administrativa pública para tentar emplacar um “laranjão”, sempre tem mais facilidade de caírem na graça popular, isso por que nosso povo ainda está na Idade da Pedra Lascada em termos políticos, esta é a verdade! Mudar tudo isso?! Difícil! - Mas de uma coisa posso dizer com propriedade: nada nesta vida é impossível e ninguém pode ter uma mentalidade de jumento à vida toda e por toda a vida. Que venha ou não o carnaval de momo, depois o da política e vamos ver no que vai dar!

Nenhum comentário: