SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

domingo, 21 de fevereiro de 2016

NA LEITURA, FAZEMOS VIAGENS FANTÁSTICAS, CRIANOS CENÁRIOS E PERSONAGENS IMAGINÁRIAS, SEM SAIRMOS DO LUGAR. NÃO EXISTE DESCULPA PARA NÃO LER.



         Como já disse noutra oportunidade, minha habitualidade de ler, a adquirir desde tenra idade, lendo as famosas histórias em quadrinhos – HQ’s. Mesmo desenhos rabiscados com nuvens de textos, mesmo assim sempre me emocionei lendo os mais diversos gibis, que englobavam vários heróis de minha infância, adolescência e parte de minha vida adulta, logo no início do clarear da manhã. Ao longo do decurso de minha vida, foi que lendo entre um livro e outro, deixei os gibis e entrei de cabeça nos livros, coisa que ainda faça já entrando no seu ocaso.
         À princípio, quem é iniciante, com toda certeza vai sentir muita dificuldade em ficar preso a um texto, em muitos casos, desmotivador no começo, mas que, à medida que a gente vai entrando em meados da história, quer de uma narrativa real, imaginária, fictícia, ou até mesmo um livro biográfico de alguém, é que a gente vai cada vez mais mergulhando nos mistérios de cada história ou de uma realidade, que buscamos colocar na mente uma viagem imaginária, cenários como bem a gente entende em visualizá-los e personagens que na cabeça do autor, pode ter sido criadas de uma forma psicológica e aparências, mas que no nosso, a gente o faz parecer consoante vamos interpretando o que estamos lendo. É realmente emocionante uma boa leitura.
         A poesia, que também sempre foi um hábito de minha vida, desde os mesmos tenros anos de idade, retrata uma realidade, uma criação imaginária ou fictícia da mesma forma, só que, ao invés da narrativa em prova, é escrita em versos, quer soltos, livres ou metrificados, mesmo assim, cada poesia bem escrita, retrata uma história, um momento vivenciado ou imaginado por quem a escreveu. É também uma beleza indescritível ler uma boa e bela poesia.
         Acredito que minha vida sem leitura, não é por completa, não teria razão de ser e, como consequência, a arte de escrever, que bem ou mal, sempre vou nessa tempestade da teimosia de sempre escrever sobre o mundo objetivamente, ou mesmo de meus mais puros sentimentos, que podem ser de uma beleza, alegria, decepção, frustração vividas, ou de qualquer fato observado na realidade de minha visão objetiva de ver as coisas, o mundo, que tem que ter, claro, um toque de minha formação e de minha personalidade. Quem escreve, podem observar, tem o seu próprio estilo, adquirido no decurso da arte do uso da pena e do meu próprio “livre pensa, é só pensar”. É assim que vai fluindo todos os dias esses inúmeros textos que tenho escrito neste meu Blog, além dos que já escrevi em jornais, nos quais ainda escrevo, principalmente no Jornal de Arcoverde e procuro nunca repetir a mesma narrativa, embora dentro de meu próprio estilo, sempre solto frases ou palavras já inseridas noutros textos, mas procuro sempre levantar um assunto, uma nova temática poética e assim vou levando a minha vida, buscando fazer desta, uma arte de ler e escrever.
         Por isso mesmo é que aconselho a todos a lerem, porque a leitura pode não ser o remédio principal para o complemento do que falta na alma de alguém, mas posso garantir com toda certeza, que pode ser um grande elo primordial entre o ser,o sentir e o fazer. Leiam, experimentem e se libertem e façam as suas viagens imaginárias como bem entenderem.

Nenhum comentário: