SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

quarta-feira, 6 de abril de 2016

COMO FOI ENCONTRADO BUÍQUE E COMO SERÁ ENTREGUE A QUEM GANHA ESTE PLEITO



       Fui o coordenador da Comissão de Transição do atual governo, entre 2008 e 2009, a qual foi por mim sugerida, para termos a devida realidade de como se encontrava o município naquela época. Claro que nem tudo eram flores, mas muita coisa estava em ordem, diferentemente de o momento atual, aonde quem vier a recebê-lo para governar no próximo quadriênio, certamente vai ter muito trabalho para colocar a casa em ordem, diante do quadro de calamidade pública em que se encontra. 
         Só para se ter uma ideia, existiam na época, 104 cargos comissionados, sendo que, somente 93 estavam ocupados. Atualmente, são mais de 240, ocupados e o pessoal ganhando sem trabalhar. Todas as comissões do município estavam formadas e em funcionamento. No FUNPREV - Fundo de Previdência do Município, existia um saldo em duas contas, em torno de 2,5 milhões de reais e ficou ainda saldo em caixa para se tocar a administração pública nos primeiros dias de governo. Ficou também a AMDRI, grande Projeto Planipanema, gerido pela autarquia municipal, envolvendo os municípios de Buíque, Pedra e Tupanatinga, que era um projeto ousado de desenvolvimento das agricultura e pecuária de pequeno portes e familiares, além de uma frota de veículos, que o prefeito anterior queria leiloar, mas foi impedido por ações na Justiça e no TCE-PE, porém assim que assumiu, a primeira coisa que fez, foi fazer o mesmo leilão, sem nada acrescentar, e logo de cara, com cartas marcadas, para os bens leiloados que estivessem em melhores condições, ficassem com os mais chegados, foi aí que vi que todo àquele alarde para não realização do leilão, não passava mesmo de estratégia para os que assumiram logo no início, colocarem a mão no dinheiro público logo de cara, sem a menor desfaçatez e isso me revoltou, porque lutei tanto como advogado para a sua não realização e, me vi decepcionado e enganado quando fizeram o leilão nos mesmo moldes já fazendo maracutais que imaginam que o antecessor era quem ira fazer. Ledo engano quem imaginou o contrário, como eu que me senti lesado, após tanta luta jurídica.
      A máquina administrativa estava à pleno vapor. Nunca deixou de funcionar. Haviam falhas, mas a cidade era cuidada, a zona rural recebia assistência e a autarquia municipal foi completamente destroçada, os equipamentos, motocicletas, entre outros bens, desapareceram como por encanto e os servidores, em torno de dez, foram todos demitidos e assim, um projeto que visava o desenvolvimento rural de nosso município, foi à pique, somente porque era de autoria do governante anterior, o que é radicalmente contra o princípio da continuidade administrativa de todo gestor, seja ele de que estirpe política venha a ser. Foi deixada também uma elite de professores capacitados para bem auxiliar na gestão da educação de Buíque, mas se achou por bem em colocar uma secretária não muito devidamente preparada, desmantelou a equipe, não a aceitando-a porque era do governante anterior, e contratou desde janeiro de 2009, uma empresa particular, da lavra do primeiro-ministro, para gerir a nossa educação, que ainda vem à frente desta, colocando-a num patamar de baixa qualidade, o qual se encontra no IDEB de 2013, o que nos envergonha. Se tinha tudo para se fazer uma educação de primeira linha, mas o governante inexperiente e irresponsável que assumiu desde então, desmantelou o que seria essencial para gerir o setor educacional do município. Também um máquina patrol de 600 mil reais à época, foi encontrada, porém desapareceu como que por encanto, isso porque não constava no inventário de bens do município.
       Com isso, o município desandou, voltou para trás como caranguejo, paralisou completamente e a partir de então, nada mais voltou a funcionar, só ficando mesmo centrados na Secretaria de Administração e Finanças, que é justamente onde está centrado o tesouro do município, quanto às demais, só se prestaram mesmo até agora como adereço, de enfeite, existindo tão-somente no organograma do município. Planejamento, uma das secretarias municipais estratégicas, sempre teve funcionários nomeados, mas funcionar ativamente, nunca chegou, a exemplo da do Meio-Ambiente, de Cultura e Turismo, de Agricultura, quanto às demais, só precariamente, porque, por exemplo, uma Secretaria de Ação Social, tem os programas do governo federal para poder tocar e emitir uma cota mínia de documentos, isso quando existe material, mas uma ação própria do município, não se viu em momento algum programa social próprio; a de saúde, se fez de conta que funcionava, mas se chegou a irresponsabilidade de deixaram até mesmo a fechar a única Casa de Saúde do Município, que só pode funcionar, abrir as portas, se tiver médico para atender as pessoas, caso contrário, terá que ficar de portas lacradas e, a Secretária de Obras, da mesma forma, depois de meses a fio, é que vem tapar um buraco, só para lembrar ao povo que existe, enquanto isso, a buraqueira, os esgotos à céu aberto, os destroços, o lixo acumulado, estão aí à olhos vistos para quem quiser ver com os olhos de ver o que era Buíque e de como se encontra nossa cidade na atualidade. Não dá para crer que estamos em nossa querida Buíque que tanto amamos, por isso mesmo, é que precisamos urgentemente mudar a forma de se conduzir este município, não importa quem seja, desde que tenha o compromisso e responsabilidade para com a nossa terra.
        Por isso mesmo é que sempre acreditei e disse, que administração pública, não é para amadores, para quem certas vezes chegou a dizer num passado não muito distante, que se chegasse a ser prefeito de Buíque, só ia deixar o “combuco” (cabaça vazia) e entregue aos “lores” (paus-mandados), foi assim mesmo, sem tirar nem botar, que muitas vezes ouvi isso, e na realidade ele cumpriu a promessa de ser o pior gestor de Buíque até os dia atuais. Quem estiver vendo de outra forma, é porque ou é míope, ou então está usando óculos daqueles em que o sujeito só ver mesmo um mundo de cores, um Buíque diferente, só que, nossa terra está mesmo diferente, só que para bem pior, e isso, nós buiquenses da gema, não merecemos e temos que estancar de vez esse sangramento.

Nenhum comentário: