SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

terça-feira, 19 de abril de 2016

O PT ERROU FEIO, MAS NEM POR ISSO, A SOLUÇÃO SERIA O IMPEACHMENT, PORQUE OS OUTROS PARTIDOS SÃO IGUAIS OU PIOR, MAS A SAÍDA SERIA MESMO, CONVOCAÇÃO DE ELEIÇÕES DIRETAS GERAIS, PARA TODOS OS CARGOS!



     Na verdade, antes de chegar ao poder, o PT foi sempre o partido de nossos sonhos e todos se orgulhavam em ostentar uma estrelinha vermelha do partido, na lapela do paletó ou no bolso da camisa e, diga-se de passagem, com muito orgulho, porque àquele adereço simbólico no peito de cada um de nós, nos dava uma sensação de que a ética na política seria possível e só e somente só, o PT, seria capaz de tal façanha.
      Ao chegar ao poder em 2002, pensávamos que finalmente que o início de um novo sonho de projeto político para o Brasil, tinha finalmente vencido a reação e poderíamos finalmente ter um fio de esperança de que a política a partir daquela linha demarcatória em nossa história, teria começado naquela ocasião. Em nome da continuidade administrativa, programas que estavam dando certo no governo anterior de FHC, tiveram prosseguimento e o leque de programas voltados para à sociedade mais humilde, foi ampliado, como educação, planejamento de uma saúde de qualidade, e a distribuição de renda passou a ser mais equânime para os mais pobres e se tirou da miséria milhões de brasileiros que viviam na linha zero de fome, o que não acontecia anteriormente nas políticas públicas neoliberais até então levadas à cabo.
      Sabe-se que antes, o plano neoliberal do governo FHC, era o de privatizar todas as grandes e saudáveis empresas nacionais e chegou ainda de forma fraudulenta, a privatizar uma gama de grandes empresas públicas rentáveis, a exemplo da Vale do Rio Doce e, estava em meta, o Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, o BNDES, entre tantas empresas nacionais rentáveis, porque as contaminadas ou podres, ninguém as queria, como, só para citar, a Compesa de Pernambuco, enquanto a CELPE, chegou a ser privatizada para um grupo econômico da Espanha e, a continuar naquela política neoliberal, não mais existiria atualmente, nenhuma empresa pública no Brasil, nem mesmo a Petrobrás, que até um nome diferente já tinham escolhido para a empresa, a Petrobrax, que estava também nos planos do governante representante do idealismo de estado longe da economia, mesmo que estivesse inserido dentro desse contexto, o interesse da população e como uma forma de preservar os interesses nacionais. Muitas foram vendidas à preço de bananas e da mesma forma, muita gente da redoma do poder de então, chegou a levar muitas vantagens em tais vendas, com práticas corruptivas e propinas, que de certa forma, eram financiadas com o próprio dinheiro do país, vindos do BNDES e isso quase ninguém lembra e, não posse o PT, tudo teria indo por água abaixo e o Brasil hoje seria dominado por uma economia estritamente privatizada.
       Chegando ao poder o PT, a privataria tucana foi estancada, mas uma das coisas que esse partido não soube lidar, foi com o direcionamento dessas empresas, da distribuição de cargos públicos a pessoas honestas e honradas, como se fora num leilão, numa feira de mangaios, passou a distribuí-los de forma desordenada, vindo o descontrole ou por culpa ou dolo, e o partido, entregando cargos públicos a gregos e troianos em todas as partes do Brasil, e se aliando a tudo quanto a que é partido, em supostamente, nome da governabilidade, e a partir de então, se misturando com os desiguais em suas linhas ideológicas de condução política, passou a fazer as mesmas práticas antes tanto condenados pelo próprio Partido dos Trabalhadores e a partir de então, passou a se descaracterizar, a ponto de se tornar igual aos demais partidos, que tanto combatia e foi então que os erros crassos começaram a aparecer, apesar de, por um lado, ter avançado socialmente o país, como nunca se vira na história dos mais diversos governantes que tivemos. A chegada ao poder, como acontece na política, pelo visto cegou o partido e por isso mesmo, o que se pode dizer, é que foi quem mais errou, porque prometeu fazer uma coisa e, em parte, se deixou contaminar pelo mesmo vírus da corrupção de outros partidos, se igualando aos demais partidos. É mais do que claro, que ainda existem bons políticos no PT, porque nem todos se deixaram contaminar, mas que o partido teve grande responsabilidade nesse degradante desfecho a que se chegou, disso não se pode ter a menor dúvida, ainda que tenha avançado em termos de programas sociais, muito mais do que os governantes anteriores.
       À bem da verdade, embora completamente desacreditado, ainda assim, é um dos partidos mais organizados do país, mas tem que se fazer uma grande reciclagem, como se fosse uma refundação partindo-se do zero, para poder tentar readquirir a credibilidade perdida, porque de tanto levar pancada, não tem quem acredite mais no PT e na sua ideologia sócio-distributiva e compartilhada de poder com as massas populares e isso, de certa forma, também veio a desagradar a minoria das elites dominantes, a grande mídia golpista, e o partido chegou a esse descrédito em que se encontra no momento, a ponto de se disser que ele esteve com Hitler na Segunda Guerra Mundial, parte de nosso povo, virá certamente, a acreditar nesse triste momento histórico, mesmo que o partido só tenha sido fundado na década de 70 e essa malfadada segunda guerra, terminado em 1945.
       O Partido dos Trabalhadores hoje agoniza, parte culpa de seus dirigentes que em foram com muita sede ao pode e, parte em face da resistência da elite dominante diante de tantas conquistas sociais conseguidas nesses treze anos de poder, que embora dúbios, ainda assim, foi o elo que mais impulsionou a implantação de políticas públicas voltadas para as classes sociais mais pobres e discriminadas, por isso mesmo, é que o partido merece ser refundado e buscar suas raízes naquilo que de mais importante existe, que são valores morais, éticos e de honradez, que deixou para trás e por isso mesmo, se perdeu dentro de sua própria redoma de projeto de poder, que a elite dominante está prestes a derrubar com o golpe do impeachment da presidente Dilma Rousseff, que atenta visceralmente contra a constituição, mas em parte tem-se que reconhecer, que o partido tem certa parcela de culpa no cartório, esta é a verdade que se pode vislumbrar neste momento histórico pelo qual passa o nosso país. Diante de toda esse malfadado golpe a que se chegou, na verdade, essa vagabundagem política, se tivesse um mínimo de vergonha na cara, renunciaria todos eles aos seus cargos e se convocaria novas eleições gerais diretas, porque pelo processo golpista pelo qual está sendo submetido, não dá para os que defendem a democracia, confiar em buscar tirar do poder que foi eleita legitimamente e se colocar uma quadrilha de malfeitores no poder de mando de nosso país.

Nenhum comentário: