SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

quinta-feira, 28 de abril de 2016

PARA SE ESCOLHER UM CANDIDATO QUE NUNCA FOI, QUE POSSSA SER DIFERENTE DE TUDO QUE JÁ PASSOU, QUEM EXISTE DISPONÍVEI EM BUÍQUE, CAPAZ DE SER ACEITO PELO POVO?



      Não existem dúvidas de que a gente tem muita gente boa aqui mesmo em Buíque e, inexoravelmente, bem diferentes dos que já foram, mesmo àquelas ou àquelas que só chegaram a ser vereadores(as) ou vice-prefeitos(as), mas aí há de se perguntar, com essa política bipolarizada em que existe em nossa terra, qual por acaso poderia ser uma terceira via com chances reais de ganhar uma eleição de prefeito em Buíque? – Ninguém, por mais qualificado que seja, isso por que, já está no inconsciente coletivo da mentalidade de nosso povo, que só vota em quem tem votos para levar um pleito dessa natureza, caso contrário, uma terceira mão, se muito chegar é a mais de 2 mil votos, mas não chega de forma alguma. O exemplo foi àquela última eleição em que saíram três candidaturas na terceira via, mas quem abocanhou foi uma das vias de mão dupla.
       Já foi tentada essa terceira via por diversas vezes. A última foi Rita de Zé de Né, Blésman Modesto, Dr. Dilson, mas ambos só chegaram mesmo a pouco mais de 500 votos, não mais que isso, mas os candidatos que tinham chances de disputar, foram os mesmos das duas vias de sempre, do mesmo feijão com arroz. Certo? - Errado? – Está mais do que evidente que não está certo, também não pode estar completamente errado, isso por um simples motivo: os políticos de ambos os lados, viciaram o nosso povo a votar em quem tem mais poder de fogo financeiramente e com promessas vãs, de cabalar o voto popular e assim, quem tiver em maior desgraça e pouco dinheiro, é quem vai com certeza, perder as eleições que se avizinham. Depois não venham me dizer que não estou com a razão, por estou coberto por esta.
     Ora, há quase dois anos, que a gente vem tentando formar um grupo de oposição verdadeira, cada qual colocou o seu nome disponível para a disputa em nome da oposição, inclusive o meu próprio, agora, fora Sérgio Freire, que até chegou a ser o mais cotado, qual de nós outros, teve sequer o nome lembrado, principalmente quem nunca ocupou um mandato eletivo em Buíque na chapa majoritária. Fora de o apoio de um deles, qualquer um está frito. Então gente, quem estiver insatisfeito, vai ter que engolir uma dessas duas mãos dessa política bipolarizada, ainda por muitos anos à fio, porque foi assim que moldaram a nossa política e isso não é privilégio tão-somente de nossa terra, mas de tantas outras que agem assim da mesma forma. Ora, se o povo não quer uma terceira via, pelo bem ou pelo mal, a gente tem que optar por uma das mãos, pouco importa se boa ou ruim. Muitos de nós colocou o nome à disposição, mas qual foi o eco encontrado no povo? – Quem se propõe a ser candidato olímpico e fazer papel de bobo da corte?
    Tem mais, nunca fui de ficar omisso em política de Buíque ou a nível estadual ou nacional. Minha formação política, moral, social e intelectual, pelo que pude captar durante todos esses anos, me ensinou a sempre fazer uma opção, a nunca ficar neutralizado ou omisso. Se menos ruim, boa ou piorada, me manifestar, sempre o farei, independentemente da opinião de A, B ou C, afinal de contas, não tenho satisfação nenhuma a dar a quem nunca contribuiu em nada para a minha formação moral e intelectual. Então quem não concordar comigo, tem todo o meu respeito, agora, só espero, que respeitem o meu posicionamento, que nunca estive atrelado ou obrigado a votar em babaca nenhum, principalmente os meus principais desafetos no momento e digo mais, não sou obrigado a ficar do lado de quem é execrável e desprezível. Se por acaso cheguei a apoiar algum deles, de criticá-los, isso faz parte da política, ou não? Por isso mesmo, digo a todo e qualquer um, em Buíque, só se vota em dois lados. Insatisfeito com um que foi piorado do que o outro que saiu, a exemplo do atual gestor, então não resta outra saída senão votar naquele que já foi. O importante é que a gente, com o nosso poder de persuasão e com participação ativa, possa contribuir para fazer o que não se encaixou nos eixos, buscar fazer de forma diferente e todos estão conscientes desse importante papel para Buíque.
    Hoje no grupo de Arquimedes e de Dr. Dilson Santos, no qual estou inserido com meus irmãos, existe uma gama de pessoas diferentes e comprometidas não com o novo, mas com uma nova forma de governo, uma postura de recuperação de Buíque, no sentido de levá-lo ao seu porto seguro, diferentemente do que já foi, do que já passou. O que temos que fazer é ser o diferencial de quem conseguiu deixar Buíque nesse buraco negro sem fundo em que se encontra. Se acaso cheguei até ter esperança nessa gestão, esta se perdeu com o conhecimento “daquele tipo de gente que se dá o poder” e este, não sabe o verdadeiro significado do que concentrou em suas mãos, tendo morrido com o passar dos anos e nada devo a ninguém, muito pelo contrário, como sempre tenho repetido, eles são quem me devem e com juros e correção monetária. Do lado de lá, inovação não existe, apenas intenções políticas das quais todo Buíque já conhece. Então qual é a conveniência para o povo em votar na continuidade desse desastre catastrófico que colocou nosso lugar num verdadeiro estado de terra arrasada, de calamidade, de abandono e desastre, hem minha gente? – Só quero saber quem são os principais atores e coadjuvantes que vão defender essa desgrasseira!

Nenhum comentário: