SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

quarta-feira, 25 de maio de 2016

DOS MUITOS NOMES POSTOS COMO PRÉ-CANDIDATOS A VEREADORES EM BUÍQUE, ACREDITO QUE A MAIORIA ABSOLUTA NÃO SE PRESTA PARA O PAPEL DE OCUPAR ESSE IMPORTANTE CARGO


         Fora os mais antigos vereadores que ocuparam a nossa Câmara Municipal, que em sua maioria eram homens probos, honrados e honestos, que vestiam à camisa por amor a sua terra, porque nem subsídios (salários) se ganhava. Acredito que nesses últimos trinta e seis anos, não tivemos um vereador realmente honrado e merecedor de ocupar um cargo de tal magnitude, com raras exceções. Só tivemos vereadores em sua maioria analfabetos, sem ter conhecimentos do verdadeiro papel do que é ser vereador, só mesmo com a intenção de, mancomunados com o executivo, se associarem em quadrilhas com prefeitos corruptos e outras pessoas mais, para roubarem o dinheiro do povo. Esta é a realidade. Quem duvidar do que ora afirmo, que procure fazer uma pesquisa de quem foi vereador de Buíque nessas mais de três décadas que confirmará o que estou afirmando sem medo de errar.
         Não é fácil não. Não vi nesse tempo em referência, nenhum deles exercerem, como deveria ser, o verdadeiro papel de vereador, com algumas exceções, claro, mas muito poucos, que sequer dá assim para citar os nomes. A maioria analfabeta de pai e mãe, sem saber ler ou escrever, analfabetos funcionais, foram vereadores somente para dizer que tem força nessa ou naquela região, muitos comprando votos à peso de ouro para se eleger e até parte deles, chegaram a quebrar por completo, perderam tudo que tinha, fazendo uma política errada, como se esta fosse um meio de dar o que tem ao povo, ou imaginando em estando no meio político, tirar do que ao povo pertence. É assim que toca a banda nessa questão de candidaturas à vereança em nosso Buíque e, evidentemente, na maioria dos lugares. Ninguém desses que passam, tirando alguns, eram vocacionados para ocuparem um cargo de vereador ou para a política no sentido lato da palavra. Sempre quiseram se arrumar e o povo que sempre se lascasse em bandas e o pior de tudo, é que muitos desses nunca perderam os seus mandatos até os dias atuais, o que é interessante e comprova a fragilidade de liberdade de entendimento do significado do que é ser vereador, daí sempre votarem naquele mesmo sujeito que fez da política profissão e desta um meio de tirar do povo, ao invés de por ele trabalhar, defendê-lo e fazer leis em benefício deste próprio povo.
         Vejam essas últimas legislaturas que vem passando por nossa câmara, não serviram, dos treze vereadores que estão, para absolutamente nada, a não ser, votarem em leis orçamentárias anuais, sem sequer saber do que se tratam, sem discussão, sem debatas, sem audiências públicas, só na base do toma lá, dá cá; uma vereança que nunca fiscalizou sequer um ato do Executivo, por essa razão nosso município está aí em verdadeiro estado de terra arrasada, um caos por completo em todas as regiões do município; nunca fizeram sequer até agora uma lei que viesse a beneficiar a nossa população e o pior, quando vem uma lei do Executivo, que em muitos casos é para que a chefia da edilidade obtenha alguma indevida vantagem, dizendo que é em interesse do povo, aí os vereadores colocam os pés na parede e só votam uma lei desse tipo se vier carimbada com uma oferta de propina do outro lado. Então se rouba dos dois lados, tanto do Executivo, quanto do Legislativo e não seria um órgão institucional municipal dos meus sonhos, isso jamais. Acaso venha ser eleito vereador, posso garantir uma coisa, posso até ser uma só andorinha, mas vou fazer muito barulho, vou fazer de inverno, verão, inclusive buscando sempre envolver a sociedade com os problemas de nossa cidade e mobilizá-la quando houver manobras espúrias contra os interesses do povo.
         Por isso mesmo, tenho visto muitos nomes circulando por aí, sem fazer citação alguma, mas sei que serão candidatos a vereadores, mas digo e afirmo com toda certeza, a maioria que está colocando os seus nomes à disposição para a disputa das 15 vagas criadas na atual legislatura, não tem a menor condição de legislar em favor do povo. Eles estão voltados mais para o seu próprio estômago, que é a política chamada de fisiológica, é isso que posso antever. Se o povo não souber fazer o devido discernimento entre os que tem condições realmente de representá-lo, há risco de termos uma renovação nessa câmara, que deveria ser dos 13 atuais, para pior, porque os nomes que vejo, não me dão outra alternativa de classificação.
         Estou com o meu nome colocado como pré-candidato. Sei de minhas limitações e de minhas condições de conhecimentos do verdadeiro papel do vereador. Seja por qual lado venha a me candidatar, jamais serei venal ou de que, virei a fazer de meu mandato, se acaso eleito, um meio de negociatas espúrias, isso jamais, porque não é da minha índole de cidadão buiquense de bem e de meu ideário político, independentemente de partido ou de quem esteja apoiando como candidato a primeiro mandatário. Para mim, pouco importa quem venha a se eleger, mas claro, melhor seria o que estou apoiando, mas digo a todo o povo buiquense, que não serei venal, moleque de recados ou capacho de ninguém, na condição que me proponho nessa ocasião, que é a de ser vereador de Buíque, o que certamente viria a me honrar e com toda certeza, com a mesma honradez que conduziu a minha vida até agora, saberei com certeza exercer como se deve o meu mandato, se eleito for. Por isso mesmo, espero que o nosso povo, saiba fazer as devidas escolhas entre o joio e o trigo, porque o que vejo de ervas daninhas como pretensos candidatos a vereadores de Buíque, não está no gibi. Jamais terão condições de ser vereadores e exercerem os seus mandatos de verdade e aí, nessa feira de mangaios de compra de votos, compete ao povo decidir, se querem continuar nessa bandalheira, ou fazer as mudanças com os verdadeiros nomes que merecem chegar à Casa Jorge Domingos Ramos. Não tenho posses para comprar o voto e a consciência de ninguém. Só posso dizer que tenho muita vontade no peito de servir ao povo de Buíque para juntos trilharmos os caminhos de nossa terra.

Nenhum comentário: