SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

segunda-feira, 27 de junho de 2016

ARRAIÁ DOS BATATEIRAS, O MAIOR SÃO JOÃO DE BUÍQUE PARA O MUNDO!



      O que seria uma simples festa junina familiar, o ARRAIÁ DOS BATATEIRAS, ocorrido no dia de ontem, na Rua Félix Paes de Azevedo, próxima da praça de Eventos, juntou gente além do esperado. O aprendizado de tudo isso é o fato de que, com vontade e se juntando gente, independentemente de ser época de política ou não, é uma prova de que com vontade tudo pode se fazer e, foi uma demonstração de que o São João de Buíque, pode vir a ser resgatado e com pouco gasto ou quase nenhum, se fazer uma grande festa junina e assim, recuperarmos o que outros acabaram.
  Como nosso tradicional São João, nesses últimos anos de (des)governo, foi acabado, destroçado, mas que, com toda certeza poderá ser resgatado, como ficou bem demonstrado no Arraiá dos Batateiras. Claro, que numa festa dessa natureza, seria necessário o patrocínio do poder público municipal, e não precisaria se gastar tanto dinheiro, tanto cachê quanto ao que foi pago ao tal de Wesley Safadão, em Caruaru, que foi matéria em todo território nacional. Agora esse tipo de festa junina, com certeza, alguém leva uma parte e outra fica com a equipe do cantor, que numa jogada de marketing, disse que ia doar o cachê para instituições de caridade, o que para mim, não passa mesmo de um blefe, porque ele está ganhando uma média de 12 milhões de reais por mês, agora com um tipo de música da pior qualidade. Com isso, Caruaru e o seu São João, merecem nota zero, porque enquanto o hospital regional agoniza, se contrata um cantorzinho de talento duvidoso por 595 mil reais, o que é um absurdo, como aqui em Buíque mesmo, já se fez nesse governo, carnavais, quando o fez, que chegou a gastar mais de 1,5 milhões de reais e um mero São Pedro, que chegou a gastar quase esse limite. Aí pergunto, e as sobras para onde vão? – Não é à toa que existem processos em trâmite no TCE-PE sobre essas festas.
     Voltando ao Arraiá dos Batateiras, o que restou provado, é que foi uma festa que se pode dizer, foi um “São João de Buíque para o Mundo”, pelo número de pessoas que chegou a alcançar, uma multidão de mais de cinco mil pessoas. Foi realmente uma festa fenomenal, com a presença de uma única atração, Maciel Kuré, que comandou o forroriar até o povo não agüentar mais. Foi realmente uma demonstração de que em nosso Buíque, quando se quer, é o próprio povo quem faz as suas tradicionais festas, que os poderes públicos, seus ocupantes nesses últimos anos, chegaram a acabar de vez, mas que, a lição que ficou é a de que todas essas nossas tradições nós poderemos recuperar com toda certeza e as nossas tradições culturais que vem desde nossos ancestrais, não poderíamos deixar morrer jamais, o que somos hoje é o que do passado ficou e este, não pode morrer de forma alguma. Parabéns aos Batateiras pelo monumental Arraiá! 

Nenhum comentário: