SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

DIANTE DO QUE VEM ACONTECENDO NO MEIO POLÍTICO, ZÉ DIRCEU SERVIU TÃO-SOMENTE DE BODE-EXPIATÓRIO E POR ISSO MESMO, DEVERIA ESTAR SOLTO A ABSOLVIDO


         Não dá para acreditar no que se está vendo acontecer no mundo da política brasileira. Acaso fôssemos observar com uma lupa sobre quem tenha ou não praticado algum ato ilícito por menor que venha a ser, provavelmente não iríamos encontrar ninguém, principalmente em partidos políticos como o PMDB, PSDB, DEM, PP, entre tantos outros, porque só tem corruptos. Pelo visto, não sobra um sequer e o partido ainda sério, podem crer, é o PT, salvo alguns salafrários que colocaram no partido a partir de seu crescimento na busca insaciável do poder pelo poder e aí, o partido veio a se contaminar, se desvirtuar um pouco, mas ainda pode-se dizer que o PT é o único partido na essência, honesto do Brasil.
    Os "Zés", Dirceu e Genoíno, diante do que a sociedade brasileira, parte dos quais entraram numa grande fraude em defesa do impeachment da presidente Dilma e que por isso mesmo, foram apelidades de "coxinhas", fizeram panelaços, movimentos financiados com o intuito de aplicar um golpe no governo e no PT, há de se acretiar que hoje, grande parte desse pessoal, a maioria rica, foi usada como massa de manobra e por tabela usaram muitos inocentes úteis, que dá para acreditar que hoje pode se dizer, que devem estar arredondamente arrependidos, porque o tiro que eles queriam dar, saiu pela culatra e o que eles levam mesmo, foi o que a jumenta leva pela trazeira. No quadro atual, os "Zés" que crucificaram impiedosamente, linxaram publicamente, não deveriam estar presos, pelo menos o primeiro, porque são muitos mais inocentes do que esses que estão soltos por aí nessa seara política de ladrões e salafrários.
      Ora, nunca se viu tanto político acusado de prática corruptiva ou sendo indiciado por estas, como no momento atual. Primeiramente, o Juiz Sérgio Moro, "juiz universal", pegou logo dois bodes-expiatórios, Zé Dirceu e Genoíno. No primeiro, aplicou a maior pena na Operação Lava Jato, 23 anos de reclusão e, Genoíno, ainda amargou quatro anos de cadeia, sendo depois perdoado por problemas de saúde, mas o que esse juiz fez com Zé Dirceu e não está fazendo com nenhum dos atuais, sinceramente, isso é uma chincana jurídica para desmoralizar o judiciário brasileiro, porque nenhum dos que estão indiciados no momento, estão sendo presos por ele, que de alguma forma, é parcial, conivente ou imoral, menos magistrado, cargo público de agente político, para o qual certamente ele nunca esteve preparado ou vocacionado. Há de se acreditar que ele está mais preparado para ser delegado de polícia ou inspetor de quarteirão. 
      Outros fizeram bem pior do que Zé Dirceu e estão aí com os seus bens, rindo à toa, esperando talvez uma pena leve, delatando outros "companheiros" de falcatruas e no frigir dos ovos, quem serviu de bode-expiatório, se fudeu de verdade, foi Dirceu, porque foi quem através de suas articulações políticas, elegeu Lula. As arbitrariedades praticadas por esse juiz, extrapolou os limites de respeito à liberdade humana e a correta aplicabilidade da legislação, a está agindo usando dois pesos e duas medidas. Para simplesmente ouvir algumas declarações de Lula, fez uma armação global com 300 policiais federais, para levá-lo coercitivamente para ouví-lo, no Paraná, enquando que, a mulher de Eduardo Cunha, já foi intimada por duas vezes e sequer compareceu, o que implicaria obrigatoriamente, se ele não fosse imparciel e cumpridor da lei, mandar buscá-la embaixo de vara, ou seja, coercitivamente, como fez com o ex-presidente Lula, só para transformar a palhaçada que ele protagonizou numa verdadeira encenação cenográfica, e pasmem, somente para ser retransmitida pela Rede Globo de Televisão. Coincidência ou não, esse sujeito não serve para ocupar o cargo de relevância que ocupa.
        Como é que um mero juiz comum, pode mandar buscar um ex-presidente da república por duas vezes, sem antes intimá-lo, sem o que prevê a Constituição Federal, o Código de Processo Penal e montar uma mega-operação digna de Hollywood, somente para aparecer perante a televisão global, para, depois receber um prêmio pelos serviços prestados. Sinceramente, Brasil dessa gente, me enganem que eu gosto! Se isso fosse num país sério, esse juiz deveria ter sido afastado do cargo, preso e processado, porque as instituições não são carrinhos de brinquedos, tampouco bolinhas de gude; estas são para ser, se sólidas, religiosamente respeitadas, principalmente por quem encarregado de bem aplicá-las, está cometendo crime de prevaricação.
        Diante do que estamos vendo, Zé Dirceu, sequer era para estar preso, mas sim, solto e absolvido, esta é a verdade!

Nenhum comentário: