SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

INTERESSANTE EM POLÍTICA: QUANDO O SUJEITO É A FAVOR DE UM LADO, É A MELHOR DO MUNDO, QUANDO É CONTRA, NÃO PRESTA, NÃO VALE NADA!


      Essa política tacanha e mesquinha de Buíque, não só de nossa terra, mas de muitos lugares, já a venho vivenciando desde criança de calças curtas. Se a gente está de um lado ou partido, é o melhor do mundo, acaso mude de lado, passa a ser visto como a pior cobra cascavel que se pode imaginar e existir. 
     Pessoalmente, e aí falo por mim, nunca procurei fazer inimizades por causa de política. Votei em alguns candidatos, mas pelo prarentesco que nos unia do que pelas escolhas partidárias, que não vale porra nenhuma, e aí, minhas qualidades era de um ouro dezoito. Agora que não estou votando em determinado grupo, estou sendo visto com discriminação, até mesmo por colegas de militância advocatícia e isso, é ridículo para profissionais do meu ramo e que também desenvolvem a arte de advogar no Direito Eleitoral, chegando ao ponto de se adentrar em picuinhas de somenos importância.
      O que me deixa indignado nessas campanhas, é o fato de que você só é bom, de primeira, se for adesista do grupo dessa ou daquela pessoa política ou de algum adepto. Só que, numa democracia, embora capenga como a nossa, não é desse jeito que as coisas são ou devem ser. Ninguém pode se ver na obrigação de votar nesse ou naquela candidato ou candidata, e para isso, não precisa estar se explicando a ninguém. Cada cidadão ou cidadã, tem o seu sagrado direito de escolha, por pior ou melhor que seja. Então gente, nada mais correto do que se respeitar a escolha dos outros, sem que se parte para a baixaria ou discussões intermináveis que não levam a nada, sobre quem deve ser o melhor ou pior para o lugar onde você nasceu ou escolheu com a intenção de fixar residência. A gente que vive num determinado lugar, só quer o melhor. Morei por dez anos em Pesqueira, fiz muitas amizades e se não fosse por Buíque, teria feito carreira política naquela terra e pensando mais em minha terra, fiquei a ver navios. Nem lá, nem cá! - Aqui, até mesmo numa porcaria de partido político que fundo, levo rasteira. A isso se dá o nome de baixaria política.
      Pelo que tenho observado nas redes sociais, até poucos dias passados, eu era considerado o melhor e visto com bons olhos. Como não estou mais comungando com o mesmo ideário político de um determinado lado, estou sendo triturado, muitas vezes até injustamente, só porque estou exercitando o meu sagrado de cidadão na livre escolha, de fazer a minha opção por quem acredito que devo fazer e isso, pelo que me consta, faz parte do jogo político e não devo a menor satisfação a quem quer que seja, muito menos a parentes ou aderentes, principalmente alguns que sempre nos viram como instrumentos de manobras para atender pura e simplesmente os seus interesses. Por isso mesmo é que se diz: parente só é bom mesmo em fotografia!
      Além de ter o meu sagrado direito de escolha, por ter vergonha na cara, tenho o meu direito inalienável de não votar de forma alguma em quem for apoiado por certo político daqui dessa terrinha, que também sou "barriga preta", talvez bem mais do que quem se diz ser! - A questão seria esdrúxula, se por acaso não tivesse eu amor próprio, aí sim, não teria eu, se ao menos chegasse a apoiar, mesmo de longe, a candidatura por ele apoiada. Ora, a gente vive num lugar que só é valorizado quando alguém precisa da gente, ninguém olha para você com bons olhos, a não ser quando pretende obter alguma vantagem, seja de qual ordem for, então que obrigação da porra tenho eu de votar no candidato apoiado por quem está no poder? Devo-lhe alguma coisa? - De forma alguma! - Muito pelo contrário, se formos fazer as contas de 2004 para os dias atuais, quem me deve e não tem como pagar, é esse sujeito. Na verdade, minha gente, a minha opção, ou boa, ruim ou péssima, junto com os familiares "modestos" do lado de cá, só interessa a mim mesmo e aos demais que junto comigo fizeram as suas opções, e nem por isso, somos pessoas sem caráter ou moral. Disso temos de sobra para quem quiser. 
      Agora na condição de livre pensar é só pensar, que cada um diga o que bem entender, agora, só exijo respeito, que é bom e todo mundo gosta; quanto a opção de escolha, que cada um tenha a sua própria liberdade de escolha e que respeite a opção alheia, esta é a verdade. Agora ficar nessa conversa mole de que o candidato de fuluno é isso, é aquilo, ora minha gente, vão procurar o que fazer, uma lavagem de roupa, que é bem melhor do que está futricando da vida alheia, mesmo os que se acham figurões daqui desse torrão, que quanto mais velho fica, vai se concretizando a profecia dos mais antigos, de que "Buíque é igual a cantiga da perua, de pior a pior". Que cada um cuide de sua própria vida e deixa a dos outros em paz, afinal de contas, a escolha de cada um é pessoal, só não o sendo, daquele tipo de pessoa venal, descarada, que negocia o seu voto à troca de bananas. Esse tipo de pessoa, sim, não merece a menor consideração e respeito, bem como, esse tipo de gentinha, que antes lhe achava o máximo e agora, porque está vestindo uma cor diferente, lhe torce o nariz e olha com o olhar enviezado. Que esse tipo de gente, vá é se lascar, porra, que não tenho a menor satisfação para dar a esse tipinho de pessoa.
         

Nenhum comentário: