SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

segunda-feira, 11 de julho de 2016

AS PICUINHAS DE UMA CAMPANHA ELEITORAL QUE PODEM FAZER INIMIZADES E O ADVOGADO QUE DO MESMO LADO DE OUTRO, ERA O MELHOR, HOJE EM LADO OPOSTO, É CHAMADO DE INCAUTO, NÃO RESPEITANDO O PROFISISONAL, TAMPOUCO O CÓDIGO DE ÉTICA E ISSO É FALTA DE CONHECIMENTO DE QUE VIVEMOS NUMA DEMOCRACIA.



         Aqui em Buíque, em épocas de campanhas políticas, muita gente, ainda não aprendeu a respeitar as escolhas alheias, mas ora muitos estão de uma lado, ora pulam para o que faziam oposição. Só que nessa passagem, muitos esquecem que um dia já foi defendente e eleitor de um dos dois lados. Então não dá para entender essa questão de se fazer inimizades em épocas eleitorais. Vá lá que se levantem discussões, mas denegrir uma pessoa por não votar no mesmo lado que outra pessoa vota, a mim me parece uma tremenda burrice do eleitor, pois não sabe ele, que a política passa e as amizades devem ser preservadas.
        Já passei por políticas em Buíque, que chega-se às vias de fato, era na base do cacete, das baionetas e das armas. Era assim mesmo. Hoje já não se pratica mais esse tipo de política, mas as picuinhas de alguém apoiar uma candidatura que não a sua, leva a antipatias, inimizades desnecessárias e por vezes se chega mesmo ainda às vias de fato, o que não dá para entender. Não sabe esse tipo de eleitor que os que estão na linha de frente de uma campanha política, hoje podem ser adversários, como já vimos muito esse filme passar aqui mesmo em Buíque, mas que no futuro podem ser aliados. Tudo vai depender das circunstâncias políticas de cada momento. 
       Eu mesmo, ideologicamente sou de esquerda, mas quando se fala de Buíque, a ideologia não chega a prevalecer sobre a escolha que busco fazer. Gostaria de seguir e defender sempre um desses lados, mas também, a idologia, mas nem sempre os fatores de ordem do momento pode me fazer seguir o que vinha defendendo, até por que, como profissional, ora posso defender um lado, ora posso defender outro, isso do ponto de vista profissional. Agora votar, escolher mesmo, vai depender muito das covardias, das decepções, das ingratidões que a gente vem a sofrer por parte de quem a gente apoiou, a exemplo do presente caso, que em que para mim, o atual gestor, que nem no seu nome gosto de tocar, se ele apresentasse Jesus Cristo como seu candidato, eu jamais votaria no lado dele, porque para mim e ele, o que existe é pessoal, não somente político, uma vez que, ele foi desleal com minha pessoa, que acreditava ser amiga dele e provou que jamais foi meu amigo, tampouco de meus filhos. Portanto, mesmo que para ele  não interesse, para mim, muito menos e, no lugar aonde ele estiver procuro fazer o possível para nem perto dele chegar, porque ele foi a pessoa mais covarde, desleal e ingrata com a minha pessoa. Então nesse tipo de gente, digo com toda certeza, enquanto vida tiver, não voto nem nele ou em alguém por ele apoiado.
       Quando ele chegou ao poder foi que vim de fato e verdadeiramente, a conhecer o homem, como no dito popular que diz taxativamente, "quer conhecer alguém, dê-lhe o poder". E foi isso que aconteceu. De salto alto, não deu o devido valor a quem deveria, tampouco reconheceu que na sua campanha de 2008, carreguei o jurídico nas costas, praticamente sozinho e como advogado do município, jamais ganhei meus subsídios sem a contraprestação de serviços, esta é a realidade. Ainda voto em Buíque porque sou muito ligado pelo cordão umbilical a esta terra, caso contrário, já teria me mudado, por tantas decepções e dificuldades que já enfrentei em toda a minha vida.
          Então alguém chegar até a me chamar de incauto, um advogado antigo de Buíque, postar no face, procurando me diminuir, deveria ele, olhar primeiramente para o seu rabo, porque foi xeleléu de de alguns prefeitos de  Buíque por muitos anos, para, em determinado momento, vir a traí-lo. Isso sim é que é feio. Outra mais, acredito que incauto mesmo deve ser ele, que não sabe que qualquer que venha a ser determinada legislação, sempre dá aso a várias interpretações, a depender do julgador e de sua cabeça, daí é que surgem diuturnamente novas jusrisprudências de confomidade com a legislação, a sua interpretação e a cabeça do julgador. É assim o Direito e de outra forma não poderia ser. A legislação eleitoral, a cada pleito traz novidades e por isso mesmo, estão sempre abertas a interpretações diversas, como sempre acontece. Então chamar um colega de incauto, só porque hoje não vota na candidatura dele, é falta de respeito e de ética profissional, porque quando estava do mesmo lado dele, eu era bom e dotado de conhecimentos. Nas atuais circuntâncias, por que não o sou mais, hein camarada! - Pouco importante o que pensa a meu respeito, porque nem por isso, vou deixar de ser o que sempre fui na minha labuta diária.

Nenhum comentário: