SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

terça-feira, 12 de julho de 2016

O IDIÁRIO NEOLIBERAL QUER A VOLTA DA ESCRAVATURA PARA O TRABALHADOR BRASILEIRO



           Como em nosso país, pelo visto, pode tudo, estão falando agora, dentro do pensamento do capitalismo selvagem e da economia do neoliberalismo econômico, o empresariado brasileiro, está querendo implantar uma carga horária de 80 horas semanais, o que nos mandaria para a Idade Média ou o período de início do processo de industrialização na Inglaterra. Ora gente, trabalhar 80 horas semanais nos dias úteis, vai representar 16 horas por dia, como acontecia no processe industrial inicial dos gringos ingleses e isso é desumano e cruel. A própria Bíblia Sagrada diz que o trabalho é um sofrimento para o ser humano, porque a viver no paraíso, ele era para usufruir de tudo que a própria natureza nos oferece. Se o dia tem 24 horas, quer dizer, vai sobrar tão-somente 8 horas para os trabalhadores cuidarem de outros afazeres, inclusive o período de descanso. Então, quantas horas vai se dormir por noite, hein minha gente?
            Trabalhar 80 horas por semana, alguém já imaginou em que condições de vida se vai ficar? – É a volta da escravidão, da Casa Grande e Senzala, porque humanamente, é impossível qualquer ser humano trabalhar 16 horas por dia, o que significa dobrar das atuais 8 horas diárias e 44 semanais, como se nós não fôssemos seres humanos, mas sim animais. Nem com os animais é mais permissível esse tipo de maltrato, quiçá com o ser humano. Não dá nem para acreditar que os órgãos representativos de classe dos empresários, a exemplo da FIESP de São Paulo, tenha tido o descaramento e a desumanidade de ter feito tal proposta. Tem mais, e as empresas que abrem os sete dias da semana? – Quer dizer, aí quem trabalha em tais empresas, não vai sequer ter direito ao descanso semanal!
          Em países europeus como a França, já se trabalha 40 horas por semana e, com o intuito de aumentar o número de empregos em alguns países que já adotam um modelo trabalhista de diminuição da carga horária, a tendência é diminuir ainda mais, pois com a população mundial ultrapassando a casa de 8 bilhões de habitantes, se aumentar a carga horária, como é que vai ficar a questão de criação de mais vagas para o povo trabalhar e sobreviver com o mínimo de dignidade humana, hein gente?
          Mas como nosso Brasil está atolado num retrocesso político e moral sem precedentes em nossa história, tudo é possível de acontecer. Outra ideia estapafúrdia do neoliberalismo, é a desnacionalização de nossa economia a preço de bananas, a exemplo da única empresa nacional, a Petrobrás, está sendo fatiada com o capital internacional, ao tirá-la da exclusividade da exploração do petróleo, inclusive da descoberta das camadas do pré-sal, que serão leiloadas ao capital estrangeiro, o que significa uma grande irresponsabilidades dos interinos ladrões, que estão cada vez mais afundando o Brasil.
      O que não dá para entender, é a passividade do povo. Muitos se levantaram para derrubar a presidente Dilma Rousseff, legitimamente eleita para governar este país, com mais de 54 milhões de votos e, agora, pelo visto, diante de uma corja de ladrões e usurpadores que estão no topo do poder, muitos dos que fizeram panelaço, servidores de algumas estatais que ainda saíram às ruas, a exemplo dos correios, agora estão tendo o troco e sabendo quem é quem nesse imbróglio político em que enfiaram de quatro o nosso querido Brasil.
      Por isso mesmo está na hora do povo acordar, invadir Congresso Nacional, o STF, que é parte integrante do golpe e colocar toda essa corja nos seus devidos lugares, porque se do povo emana o poder, a este também, cabe acabar com essa fraude, essa farra com que apearam a presidente e chegaram ao topo do poder com muita sede no pote, a ponto de se falar até em aumentar de 44 horas de trabalho semanais, para 80 horas, o que significa, a volta, sem qualquer sombra de dúvidas, da escravidão, da Casa Grande e Senzala e do período do início da industrialização da Inglaterra, é isso que querem e estão fazendo com o Brasil e, se o povo não abrir os olhos o mais rápido possível, tudo isso pode acontecer. Então gente, tem-se que estar com um olho no padre e outro na missa, senão tudo que foi construído em favor de uma sociedade melhor e mais justa para os brasileiros até agora, corre sérios risco de tudo ir para o brejo.

Nenhum comentário: