SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

terça-feira, 11 de outubro de 2016

O POVO NÃO ESTÁ NEM AÍ PARA BOAS INTENÇÕES!


      Não queria sequer tocar mais nesse assunto, mas a gente fica matutando, pensando, imaginando, no que foi que mais errei ou qual o motivo de o povo não ter a menor simpatia por você. Será que muitos dos eleitos o foram por ser simpáticos ou mais honestos do que eu? – Duvido que o sejam!
       A gente como pessoa integrante de uma comunidade, que convive no dia a dia, no cotidiano da vida, imagina até que de certa forma está contribuindo na formação, na melhoria do nível de sua gente, mesmo que de forma indireta, ficamos indignados quando queremos dar uma maior contribuição, ter uma maior participação nesse convívio comunitário e percebe, que praticamente você pode nada representar, mesmo com o conhecimento ou suposta aceitação que acreditava ter.
       É esse o sentimento que tenho de Buíque, ao colocar meu nome como candidato a vereador. Sei que não fiz uma campanha estruturada, com o devido suporte que uma campanha requer, sem dinheiro para gastar e também, conversei com poucas pessoas, imaginando que pelo meu conhecimento e a repercussão de meu nome, seria bastante e suficiente para que pudesse a pelo menos ter um considerável número de votos. Mas a decepção foi grande demais. Acredito que se tivesse noutro lugar, isso não teria acontecido, mas logo aqui, na minha terra, meu cordão umbilical, onde sempre estive defendendo os interesses de nossa gente contra as garras das aves de rapina, defendo o povo, sem sequer imaginar em ganhar nada em troca, mas o que queria era tão-somente a gratidão,  mas nada disso aconteceu. Tem mais, quantas não coloquei minha vida até em risco, hein minha gente!?
       Confesso que fiquei deveras decepcionado, até porque sempre fui combativo contra os desmandos de Buíque, e isso não é de hoje para quem me conhece, mas vem de longas datas. Nem sequer, em momentos que morei fora de Buíque, transferi o meu título de eleitor só para ter o prazer de manter a minha tradição, o meu cordão umbilical ligadíssimo ao meu povo, mas na verdade, não tive o devido reconhecimento e foi tudo em vão. Tem mais ainda, quando fora de Buíque, nunca deixei de defender nossos valores!
       Mesmo assim agradeço o ínfimo número de votos que recebi, porque tenho certeza que foi do coração. Não foi comprado, vendido, mas pela consideração que pelo menos uma ínfima parcela da comunidade teve para comigo. Só quero avisar, que nem por isso abandonarei o meu solo e se vou combater do mesmo jeito ou não, só o tempo dirá, porque gente, muitas pessoas que conversei, que se comprometeram, na verdade falharam comigo, então a não ser como profissional liberal, como é que posso ter compromisso com vocês, se fizeram as opções que talvez foram mais convenientes momentaneamente para vocês, menos para à comunidade!
         O que ficou dessa lição para mim, é o fato de que, o que vale mesmo em política é a bandalheira, porque o certinho, não tem a menor chance de chegar ao poder, salvo exceções.

Nenhum comentário: