SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

sábado, 26 de novembro de 2016

O HOJE NÃO PASSA DE UM TÃO-SOMENTE, O AMANHÃ, QUEM PODERÁ PREVER!?


   Ora, estamos vivinhos da silva no dia de hoje, um sábado ensolarado, calor em demasia, a seca braba trazendo enes prejuízos para toda nossa população e pelo visto, ou não se liga para nada ou pouco pode se fazer diante de tais circunstâncias naturais do momento em que vivemos. 
  O hoje é de sol escaldante de pelar o couro cabeludo de qualquer pessoa que se exponha aos raios ultravioletas solares. Não dá para aguentar. Mesmo nas noites, o calor acumulado durante o dia, se propaga dentro das moradias de uma grande maioria das pessoas, que sequer tem um ventiladorzinho para amenizar o calor, caso contrário, é quentura pra danar e a muriçoca come no centro, porque no calor, parece que essa praga se alastra e reproduz cada vez com mais intensidade.
    Não seria basicamente o foco da matéria de hoje, falar sobre a situação causticante imposta por fatores temporais que independe das pessoas, mas como já vivemos secas cíclicas desde o nosso descobrimento e vem de bem antes desse fator histórico, alguma alternativa diversa para o enfrentamento da seca, já deveria ter sido inventada, criada pelo homem para, pelo menos, aprender a conviver com esse maldito e dantesco ciclo da natureza.
     Queria mesmo era falar de que para cada um de nós, o que hoje vivemos, convivemos e presenciamos, não é o mesmo do amanhã, poderá até ser ocasionalmente o ser, mas algo de novo a gente tem que buscar em cada um de nós mesmos, para que cada dia a gente busque fazer diferente um do outro, mas pelo visto, isso é coisa difícil de acontecer, a não ser, por fatores alheios à nossa vontade, algo de novo, fenomênico, venha assim de repente, a acontecer, porque nesta vida, tudo é possível, menos haver para todos uma chuva de felicidade, se bem que, chover água, já seria o bastante e suficiente para todos nós, que tanto dependemos desse precioso líquido, sem o qual, feneceremos de vez.
     No dia de hoje, a coisa tá feia. Diferente não será o amanhã, porque as coisas não mudam assim num abrir e fechar de olhos, pode até mudar, mas tão-somente para àquelas pessoas que fecham os olhos para sempre, para nunca mais abrir e aí, nos deparamos com uma realidade natural ou provocado por um tropeço da própria vida de cada um, que vem através da omissão ou comissivamente. É assim que caminha a humanidade. Diferente não poderia ser, mas o dia de hoje, é somente mais um dia, de chatice para alguns, decepções para outros, de alegrias para uma parcela, mas para quem vive e passa para o dia seguinte, nada mais correto do que agradecer ao Criador por mais um dia de vida.

Nenhum comentário: