SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

QUE TIPO DE GENTE SOMOS NÓS, HEIN!?


    Sei não! - Fico em dúvidas em determinados momentos, quando passo a observar a conduta de nosso povo, diante das circunstâncias atuais e dos desmantelos provocados irresponsavelmente por parte de nossa sociedade civil e de nossos políticos, e ninguém abre o bico, fala nada, afinal, que porra de país é este? - Que povo que se faz de manso, pacífico, sereno, para aguentar todo tipo de sordidez e descalabros que vem de cima para baixo, hein minha gente!? - Indago isso há muito tempo e não obtenho resposta alguma!
    Pelo cala-boca de nosso povo, na questão de aceitação de tudo na vida, todos levando fumo grosso sem sequer chiar, isso me deixa cada vez mais decepcionado com muitas pessoas, que em muitos casos, imaginamos que vai assim de repente ser tomada uma atitude séria, no entretanto, ficamos no mesmo e tudo continua como antes, no Quartel de Abrantes! - Que porra de país é este para trocar seis por meia dúzia para ficar tudo pior do que era antes e ninguém diz absolutamente nada, caralho!
   Sinceramente, estou deveras decepcionado com esse nosso povo, principalmente o que vive mais perto de mim, porque são uns calhordas, hipócritas e que a bem da verdade, ninguém merece sequer a menor atenção, porque são um bando de imprestáveis, pelo menos uma parte desse povo. Como é que pode aceitar uma série de coisas sem nada dizer, porra!?
   É com extrema indignação que vejo tudo acontecer, mas inerte, isolado, sozinho, o que posso fazer, se tantas vezes tentei alertar nossa gente, e nada consegui? - Posso, por outro lado, ter chegado a atingir com a palavra a mentalidade de muitas pessoas, sobretudo no meu torrão, para que observassem mais o estado de coisas em que estavam vivendo e isso, de certa forma, surtiu efeito, senão ninguém passaria a ter até então, uma visão crítica do status quo em que se estava e ainda se está vivendo. Finalmente,  há cerca de dois anos, parte do nosso povo, pontualmente em nossa terra, passou a ter mais  um pouco de visibilidade da situação até então vivenciada da irresponsabilidade de pessoas, que até final de ano ainda vão se manter no poder, mas moralmente, já não se prestam para absolutamente nada, não passam de vermos podres a rastejantes.
     O importante seria o povo ter mais consciência sobre a série de coisas que no dia a dia a gente percebe, tem notícias, e buscar de forma intransigente e na luta, fazer alguma coisa. Agora engolir tudo que querem nos impor, é capitular da própria dignidade humana e do respeito próprio de cada um de nós. Na realidade em que vivemos, diante de tantas farsas, mentiras, enganações e hipocrisias, não dá de forma alguma para um bando de abestados em todo o Brasil, ficar calados e omissos, caralho! - Vamos reagir, minha gente, porque remar é preciso, não importa em que porto venhamos a calhar.    

Nenhum comentário: