SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

A COVARDIA VAI SEMPRE ESTAR ESTAMPADA NO ROSTO HUMANO, QUE AO PRESENCIAR QUALQUER BARBÁRIE CONTRA OUTRO SER HUMANO, PERMANECE COVARDEMENTE INERTE E OMISSO.


   O que não vou me acostumar nunca, é com a covardia humana, a inércia em agir e a omissão, sobretudo quando diante de uma barbárie, permanece imóvel, não toma nenhuma atitude e deixa que as coisas acontecem sem nada fazer. Foi isso mesmo que se pode observar quando dois truculentos animais, no metrô Pedro II, em São Paulo, agrediram violentamente um ambulante, que por ter defendido deles, um morador de rua, foi brutalmente assassinado com pancadaria de socos e pontapés, o que veio a lhes ceifar a vida no próprio local do metrô, bem próximo de uma das catracas de entrada.
     Interessante é perceber que muitos transeuntes passavam naquele exato momento e ninguém sequer fez um gesto para defender a pobre vítima da sandice cruel de seus algozes, que barbaramente batiam incessantemente até a sua morte, sem que houvesse nenhuma causa para tamanha crueldade. Os sujeitos foram identificados e agora são procurados pela polícia, mas aí, o que importa mais, se a vida do ambulante, que lá mesmo naquele metrô ganhava o pão de cada dia para sustento de sua família, e não foi ao menos ajudado por seus conhecidos, para tentar pelo menos, impedir que esse fato dantesco viesse a ocorrer e se consumar com a morte de um senhor de apenas 54 anos de idade, que diante de brutamontes bárbaros, perdeu a vida por defender um travestir que vivia nas ruas. É entristecedor ver cenas como essa, mesmo na televisão e perceber o quanto as pessoas que estão à nossa volta, são covardes e omissas, porque não custava nada interceder pelo menos pedindo para cessar as agressões, naquele exato momento, mas o medo é bem maior e todos temem em viver diante de um mundo tão cruel quanto o que vivemos e São Paulo, é mister em acontecerem fatos dessa natureza, não querendo com isso em dizer, que os demais seres humanos não são covardes e omissos da mesma forma, porque na realidade, são mesmos.
     O que mais me deixou indignado foi que muitas pessoas, no exato momento em que o ambulante estava sendo agredido, foi o fato de que, apenas olhavam e continuam o seu percurso, como se nada estivesse acontecendo, apesar dos brutamontes estarem agredindo violentamente àquele senhor, naquele exato momento e todos faziam vista grossa, continuavam a caminhar e gesto algum era feito no sentido de tentar impedir que os sem-noção matassem do nada, sem justificativa alguma, um outro ser humano.
    Pior é verificar, que mesmo após o ambulante ter ficado imóvel no chão do metrô, eles ainda voltaram e deram alguns pontapés no corpo inerte, como se dissessem, "vamos ver se esse imbecil está morto mesmo de verdade". É, gente má, sem índole, sem princípios, sem o menor respeito pelo seu semelhante, agem assim mesmo e tem mais, sem o menor remorso, porque se tivessem, não teriam começado a pancadaria e não teriam tirado sem causa alguma que se justifique, a vida de mais um ser humano, o que só temos a lamentar, mas o povo, minha gente, tem que deixar de ser omisso e partir para tentar ao menos, impedir que o pior venha a acontecer com um seu irmão numa situação de perigo.
    A indignação maior ainda, me vem quando até mesmo conhecidos da gente, quando percebe que estamos à mercê de uma enrascada, onde eu mesmo já fui vítima, e conhecidos percebem que você está na iminência de vir a sofrer algum tipo de violência e todos eles torcem o nariz, viram o olhar e continuam no seu caminhar e isso, gente, não é nada humano. Até conhecidos da gente, são capazes de uma atitude desse tipo, o que só demonstra que a covardia não é uma qualidade de tão-somente pessoas desconhecidas, mas também, de conhecidas. Em muitos casos, em acidentes de trânsito, ao invés de irem acudir a vítima, buscam em primeiro lugar é levar os pertences do acidentado e, se for de uma carga valiosa, em lugar ermo ou mesmo povoado, o que fazem é carregar tudo que podem e, quanto aos acidentados, se chegar um pronto-socorro de imediato, ainda tem uma chance de sobreviver, senão, só a lei da vida é quem poderá vir a lhe acudir. O que muitos não sabem, é que a omissão é também crime, podendo quem se omitir de acudir alguém de acontecer o pior, vir a ser processado da mesma forma que qualquer criminoso, isso porque omissivamente, por falta de socorro, muita gente vem a morrer, o que aconteceu com esse ambulante do metrô, na cidade de São Paulo e acontece em muitas partes de praticamente o mundo todo. A minha conclusão, é que, o ser humano é covarde por natureza.   

Nenhum comentário: