SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

CRÔNICA DE UMA MORTE ANUNCIADA


  No decurso do nosso viver, acontecem coisas completamente inesperadas. Nem sempre elas vêm assim de forma previsível, mas sim, de soslaio, na base da espreita, como num lampejo repentino e, quanto menos se espera, covardemente, tudo se foi e para nossa infelicitação ou não, tudo está acabado, como se tudo isso fora cronometrado temporalmente.
    Pode ser um comparativo com o viver de cada um de nós, mas o tempo, esse sim, é mensurado sempre de forma a avançar sempre mais, agora ninguém sabe para quando e para aonde, esta é uma realidade da qual não podemos nos desvencilhar de forma alguma.
  Volver o tempo, impossível, mas o seu andar sempre para à frente, não há no mundo quem consiga refreá-lo de jeito nenhum. Ora, se acaso viesse a parar ou ficar no mínimo paralisado, com certeza tudo se acabaria num estalar de dedos, mas as coisas foram feitas de tal maneira, que a mentalidade humana, dotada de sua inteligência, ainda não foi capaz de desvendar absolutamente nada.
    Mas as coisas, criadas até pelo homem, para melhor se situar na vida, delimitou interstícios temporais cíclicos, que de tempos em tempos vão mudando num avançar infindável, que ninguém sabe até aonde vai se chegar. Só se tem conhecimento que para a frente é que se anda, mas cronometricamente, cada ciclo, num calendário criado para se situar dentro da incomensurável linha do tempo, tem o seu limite a cada lapso temporal que se finda, a exemplo de cada ano findante, já tem por assim dizer, a sua própria morte anunciada e, outro novo ano, surgirá, que para muitos, vem com esperanças renovadas, já para outros, nem tanto assim e, para uma grande maioria, nada vai mudar a realidade da vida vivida. Então a cinco dias para o término de mais um ano, o que se espera é que o que se avizinha, não venha a ser tão ruim quanto foi este 2016 que está com os dias contados e com a sua morte antecipadamente anunciada, essa a razão do tempo e do viver.   

Nenhum comentário: