SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

TODAS ESSAS MUDANÇAS QUE ESTÃO IMPLEMENTANDO, VÃO DE ENCONTRO FRONTALMENTE CONTRA OS TRABALHADORES E DOS MAIS HUMILDES DESTE PAÍS!


  Que ninguém com um mínimo de senso de compreensão e de inteligência, se iluda não, porque o que estão empurrando sem dó nem piedade, vai de confronto com os interesses da maioria da população brasileira. 
     Mais uma votação de uma dessas maldades, vai acontecer no dia de hoje, com em segundo turno, da PEC 241 (Na Câmara) e 55 (no Senado), que certamente será aprovada apesar do que venha a fazer ou tentar fazer para barrar tais medidas, a oposição (ínfima minoria), que só vem mesmo a esmagar a classe trabalhadora da base e os mais humildes e desesperançosos deste país, porque nos 1% (um por cento) da população mais rica e que detem as maiores riquezas e fortunas desta Nação, ninguém será atingido, muito pelo contrário, serão até agraciados por mais uma maldade que nos vão fazer engolir sem cuspir.
     Que modificações devem ser feitas, não se pode ter a menor dúvida. A questão dessas mudanças é que são gestacionadas em gabinetes atapatados, com ar condicionado, cafezinhos ou chá aqui, acolá, um rega-bofe de vez em quando, feita por burocratas que nunca sentiram o cheiro de povo e sequer perto de gente humilde chegaram, então não sabem realmente como o povo vive e do que este precisa para melhorar as condições de vida no dia à dia de cada um. Então qual será a mudança que não discutida publicamente no seu conjunto com a população, poderá dar certo? - Será que uma dúzia ou menos de iluminados serão capazes de fazer, estruturar hipoteticamente o que dará certo ou errado para os brasileiros? - Dá para se acreditar que não, como tem acontecido até o presente momento.
     Ora, que se limitem o teto de gastos públicos, porque na realidade, ninguém pode gastar mais do que arrecada ou ganha, principalmente no setor público, daí a dívida estratosférica e também, o pagamento de juros que vai lá para a estratosfera, porém cristão algum, falou em diminuir as taxas de juros ou pelo menos, em congelar e não pagar tais acessórios, do qual vem o principal, até que o país se estabilize economicamente, mas nesse ponto nada vai ser mexido, porque é de interesse dos 1% (um por cento) dos poderosos, do capital internacional e de quem direta ou indiretamente vai ser beneficiado de alguma forma. Se as reformas terão que ser implantadas a qualquer custo, por que não atingir a todas as classes brasileiras, mas não, só vai mesmo atingir em cheio as classes trabalhadores e os mais humildes deste nosso país. 
     Vêm aí à tiracolo, mais mudanças, que da mesma forma como essa PEC da morte, que inevitavelmente será aprovada no dia de hoje, a exemplo do Sistema de Seguridade Nacional e na Educação. Só que, são mais reformas em tese, drásticas que só vai quebrar mesmo no lombo das mesmas estratificações sociais anteriormente citadas. Já viu alguém ter que trabalhar 49 anos para poder se aposentar? - Comparar a idade do homem com a da mulher para efeito de aposentadoria, é correto, apesar do principalmente da igualdade de oportunidades para todos? - Tirar a pensão da esposa viúva ou do marido viúvo, a pretexto de economizar para a previdência, com a vã ilusão de que isso vai capitalizar o caixa da seguridade social, será? - Gente, tem-se que se ter a consciência, que raramente essas reformas dão certo, quando não são feitas de forma que venham realmente a dar resultados factíveis no futuro, porque no presente, a ideia que se tem, é a de que, somos sempre usados como ratos de laboratório e essas mudanças nas regras, nunca darão certo, quando não se mexe no número de parlamentes existentes, nos buracratas que ganham o que não merecem, integrantes de todos os poderes que vão ficar usufruindo dos seus proventos integrais e nenhuma gasto será diminuído de nenhum deles, então quais reformas, sejam elas quais forem, darão certo se não se mexe no todos de forma igualitária e isonomicamente? - O que se pode concluir, é que, essas medidas drásticas que vão tomar a trancos e barrancos, estão fadadas, inexoravelmente, ao fracasso, é isso que se espera, porque vai ficar tudo piorado neste país, se o povo, que é o principal destinatário final de tudo isso, não tomar alguma providência, alguma medida por mais drástica que seja, até mesmo, uma revolução neste país para acabar de vez com toda essa canalhice que existe, esta é a verdade nua e crua, doa em quem doer, mesmo que se tenha que recomeçar tudo do zero de novo, senão nada dará algum resultado esperado.       

Nenhum comentário: