SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

sábado, 4 de março de 2017

NÃO SE MEDE O BOM GESTOR PELA IDADE OU PELA LINHAGEM POLÍTICA, MAS SIM, PELA CAPACIDADE DE ORGANIZAÇÃO


   A atividade administrativa, quer pública ou privada, é algo que vem do tino de senso de responsabilidade de quem cresce tendo interesse, vendo, percebendo, aprendendo, com uma tendência de curiosidade por certa e determinada atividade desenvolvida por alguém próxima da pessoa ou talvez até, da própria linhagem familiar. Em alguns casos pode até dar certo, noutras, dificilmente.
    Na iniciativa privada, por exemplo, existem estruturas administrativas criadas por feudos familiares, que dificilmente dão certo, isto em face da dispersão de interesses quando os membros familiares passam a se dispersarem. Exemplos no Brasil de atividades privadas de cunho de origem familiares, a gente pode citar a da família Ermírio de Moraes e os Matarazzo, assim mesmo, são empreendimentos que tiveram as suas épocas de ouro. Hoje certamente, se existirem, são outras denominações econômicas e atividades diversas das de suas origens, em face da evolução da atividade empresarial de um modo geral. No geral, os descendentes de quem dá origem a uma economia e leva à frente, é de quem tem interesse em dar continuidade ao legado familiar, como a família Britto, da Fábrica Peixe, em Pesqueira, que a partir do momento que a família começou a se dispersar, os interesses passaram a se contrariar por quem nunca deu um prego numa barra de sabão na vida e, assim, a coisa chegou a um ponto em que não teve mais quem pudesse vir a soerguer uma estrutura econômica que se alastrou por quase todo o Brasil, porém a marca Peixe, ainda existe, embora, não se sabe se a família Carlos de Britto, ainda tem alguma espécie de direito autoral, mas praticamente, o que teve início no Século XIX, não mais voltará a ser o que era nunca mais e desse grande empreendimento, o que restou foram várias chaminés desativadas, como se pode bem notar na cidade de Pesqueira.
     Quanto se fala na atividade política, que geralmente a ramagem tende a seguir o passo dos antecessores, aí é que a coisa fica complicada, porque política tem a mania de criar seus filhos na malandragem, na pilantragem e vai de logo ensinando os meios fraudulentos de se meter a mão no que é público. Essa é a primeira escola da linhagem de quem vem de política, com algumas exceções. Isto quando se trata de política que faz desta uma profissão. Pode se perceber que no geral, filho de político não é outra coisa, a não ser político. Em muitos casos alguns adquirem um diploma e, em algumas exceções, outros se interessam de verdade em levar a política à sério, mas isso é uma raridade, da qual tenho muito acompanhado essa questão. 
     O que observei em toda minha vida, é o fato de que, quando o sujeito vem de linhagem política, não aprende nada, não estuda, não tem interesse por atividade laboral alguma, então meu camarada, não vai passar de mais um malandro no mundo da política, que o mister dele, vai ser o que aprende à risca de seus antecessores, que é só roubar, enganar o povo,  meter a mão naquilo que não lhe pertence e continuar com a mesma cantilena sucessória de sempre enganar o tolo e besta do povo, que gosta de ser enganado e levar fumo do grosso, esta é a verdade. Mostrem-me o contrário por A + B, que retiro tudo que disse sobre esses sujeitos que se tornam políticos profissionais, porque na vida, nunca aprenderam a ganhar nada na dureza, isso porque desforço algum fizeram para ter alguma coisa, então a profissão de fé é mesmo roubar o quanto puder e continuar nessa caminhada da roubalheira e sempre enganando o pobre e abestado do povo, que engando continuar votando num bando de cabras safados, corruptos e ladrões! 

Nenhum comentário: