SLIDE POSTAGENS

QUEM REALMENTE SOU

Minha foto
BUÍQUE, NORDESTE/PERNAMBUCO, Brazil
A VERDADE SEMPRE FOI UMA CONSTANTE EM MINHA VIDA.

sábado, 8 de abril de 2017

PRECISAMOS DAR UM CHOQUE COM UM DESFIBRILADOR POTENTE, PARA VER SE O POVO DE BUÍQUE ACORDA DE VEZ!


    Acredito ter vivido, penso eu, com uma ponta de saudosismo ou não, uma fase de vida, que ninguém dessa atual geração, vai sequer imaginar que viverá, porque nada do que se viveu, se repetirá com a mesma pureza e singeleza dantes vivida. De um modo geral, foram tempos bons, ou talvez nem tanto, mas era bem melhor do que é nessa letargia de vida que se vive hoje, principalmente em cidades como Buíque. Na década de 70 para 80, a gente tinha o Bar Arizona, de meu irmão Miltinho Modesto, juntamente comigo, que era o "point" da cidade na ocasião, e movimentava como nunca, a vida noturna da cidade, principalmente, nas festas de final de ano, no aniversário de emancipação do município, na semana santa, nas festas juninas, no sete de setembro e, com especialidade para o final de ano, que era o auge de todo esse leque de festas de épocas. Os tracionais bailes eram realizados no Mercado Público e, depois da construção do Clube Municipal, passaram a ser nessa localidade, mas o Bar Arizona, nunca deixou de ser um referencial de quem gostava e usufruia de uma boa farra. Era bem movimentada as noitadas nessas épocas.
     Nos dias atuais, infelizmente, as festas de época, no último passado de oito anos, acabaram com tudo de vez e, vida noturna em Buíque, se pode comparar a um cemitério, porque não existe viv'alma nenhuma nas ruas, num barzinho, nada disso existe mais. Tudo se acabou por completo. Ontém mesmo, tive a grata satisfação de ir à nossa vizinha cidade da Pedra, para o lançamento de um livro de um escritor pedrense amigo meu e, qual não foi a surpresa, existia uma vida noturna por lá, pude perceber e, o que mais me frustrou, foi o fato de que, ao chegar em Buíque, depois das dez horas da noite, surpresa alguma foi para mim, porque na cidade nada existia. Parecia realmente um verdadeiro cemitério, o que precisa mudar para que as pessoas passem a ter uma vida mais movimentada, em contato com outras pessoas e se poder demonstrar que Buíque também tem uma vida noturno, poxa!- Vamos deixar um pouco de facebook, WatSaap e televisão e partir para curtirmos um pouco a vida de cada um, afinal de contas, essa vida fechado numa redoma que não se chegar a lugar nenhum, não vale porra nenhuma, esta é a verdade!
    Venho, junto com alguns poucos colegas, que realmente a maioria não quer mesmo porra nenhuma, tentando levantar a nossa cultura, que é um importante segmento para se tentar dar um choque com um desfibrilador, para reativar o coração de algumas pessoas, que pelo menos façam de conta que estão querendo que nosso modo de vida se modifique para melhor, mas pelo visto, é uma tarefa muito difícil, mesmo assim, não vou desistir e vou continuar com a minha peleja. Só espero, que alguns colegas, acaso queiram seguir meu exemplo, que me procurem e me ajudem nessa luta, que não é só minha, mas sim, de todos os buiquenses.
     Só espero que minha voz, pelo menos diante de algumas pessoas, entre um certo eco para que possamos espontaneamente, sem visar lucros e vantagens, fazer alguma coisa de benéficio para o desenvolvimento de nossa gente e de nossa terra. Não é preciso muito, só vontade e um pouco de disposição para agir, pensar e luz, câmara, ação!

Nenhum comentário: